Índios de várias aldeias ocupam terra em Cumuruxatiba

Publicado em

Tempo estimado de leitura: < 1 minuto

Índios de aldeias do pradense ocupam uma fazenda na região de Cumuruxatiba, distrito do Prado. Eles são das aldeias TIBÁ, PEQUÍ, GURITA, ALEGRIA NOVA, DOIS IRM�?OS E TAWÁ. Se uniram para participar da ocupação à Fazenda �??da Maria Escandalosa�?�, como é mais conhecida.

5

Segundo Henrique Pataxó, cerca de 90 índios estão na área ocupada, por indígenas do território Cahy-pequi.

Policiais do Pelotão Especializado de Operações Táticas (PEOT), da 43ª Companhia Independente de Itamaraju estão no local. Não há registro de confrontos. O Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (INCRA) já chegou para tentar mediar o conflito. Ainda assim, o clima é de tensão.

6

Os índios reivindicam a área, onde funciona um restaurante e teria sido adquirida há, pelo menos, uma década. A transação teria ocorrido de forma irregular, denunciam os indígenas.

Pelas redes sociais, muitas pessoas apóiam a iniciativa da retomada da terra, que um dia já pertenceu aos primeiros povos brasileiros. “ÍNDIOS RETOMAM AR�?A ONDE FICA O RESTAURANTE #MARIA_ESCANDALOSA APENAS RETOMANDO O QUE �? DE DIREITO DOS INDÍGENAS…REPRESENTANTES DA #FUNAI JÁ SE ENCONTRAM NO LOCAL PARA RESOLVER NUMA BOA”.

.

Que você achou desse assunto?

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

- Publicidade -

ASSUNTOS RELACIONADOS

Ônibus transportando integrantes do MST é cercado por produtores da região de Camacan

O ônibus transportando integrantes do Movimento dos Trabalhadores Sem-Terra (MST) foi interceptado por fazendeiros e produtores rurais neste domingo (05). O veículo estava com 40 pessoas que iriam para uma área invadida pelo Movimento dos Sem Terra(MST), horas antes, durante a madrugada, na Fazenda Ouro...

Justiça determina desocupação de área da Suzano ocupada pelo MST na BA

Áreas da Suzano seguem ocupadas em Mucuri, Caravelas e Teixeira de Freitas. A decisão judicial se refere apenas a Mucuri. A decisão é do Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA) para a reintegração de posse de uma área da empresa Suzano Papel e Celulose, invadida...

Droga Raia lamenta ocorrido com o cliente que teve o nome alterado para Gaylileu

Após a repercussão do caso envolvendo a rede de Farmácias Droga Raia, a empresa se posicionou sobre o ocorrido com o erro na digitação do nome de um cliente, conforme nota abaixo: Posicionamento: A Droga Raia repudia veementemente a homofobia. Reconhecemos e lamentamos o transtorno que...