Receita Federal registra arrecadação histórica com saldo de R$ 172,3 bilhões em agosto

Publicado em

Tempo estimado de leitura: 2 minutos
mcam20022020 4

A Receita Federal anunciou que a arrecadação do mês de agosto deste ano chegou a R$ 172,3 bilhões, maior registro para o mês desde o início do acompanhamento das arrecadações federais, em 1995. O valor representa um crescimento de 8,21% quando comparado ao mesmo mês de 2021. No acumulado do ano, já foram arrecadados aproximadamente R$ 1.464,5 bilhões, um acréscimo pelo IPCA de 10,17%. De acordo com a pasta, esse é o melhor desempenho em arrecadação desde 2000, tanto para o mês de agosto quanto para o período acumulado. Os dados foram divulgados pelo órgão nesta terça-feira, 27. Entre os destaques de agosto estão o crescimento real de 27,15% do Imposto de Renda das Pessoas Jurídicas e a Contribuição Social Sobre o Lucro Líquido, que totalizaram uma arrecadação de R$ 35,526 bilhões, e pagamento atípicos de empresas de commodities, que somaram R$ 5 bilhões. A Previdência arrecadou R$ 45,846 bilhões, com acréscimo real de 8,30%.

Já o imposto de renda relacionado a rendimentos de capital cresceram 52,53%, chegando a R$ 6,249 milhões, com altas em aplicações e fundos de renda fixa. O imposto de rendimento do trabalho também apresentou alta de 8,4%, arrecadando mais de R$ 13 bilhões. De acordo com a Receita, o bom desempenho da arrecadação está ligado ao crescimento na Contribuição Social sobre o Lucro Líquido de Pessoa Jurídica, aumento no recolhimento da previdência devido à geração de empregos e aumentos de arrecadação do Simples Nacional, maior arrecadação em títulos e fundos de renda fixa, redução temporária de alíquotas do Imposto de Importação e desonerações tributárias sobre o óleo diesel e sobre produtos industrializados.

Que você achou desse assunto?

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

- Publicidade -

ASSUNTOS RELACIONADOS

‘Não queria morrer de fome’: média salarial de R$ 30 mil faz físico mudar de carreira e ir para o mercado financeiro; entenda

Mudar de profissão não é uma tarefa fácil. São diversos os medos e receios que fazem com que diversos profissionais optem por continuar insatisfeitos nas suas trajetórias atuais. Porém, mesmo sabendo de tudo isso, o ex-estudante de física da USP, Ruy Hungria, decidiu arriscar e ingressar em uma área que ele sequer tinha ouvido falar

Caixa Econômica Federal abre concursos com mais de 4 mil vagas em todo o Brasil

A Caixa Econômica Federal anunciou a abertura de dois editais para concurso público em todo o país, oferecendo um total de 4.050 vagas para diversas áreas. As inscrições estarão disponíveis a partir de 29 de fevereiro até 25 de março. Os salários iniciais variam entre R$ 3.762 e R$ 14.915. Os candidatos serão submetidos a provas

Mercado eleva projeção do PIB e mantém previsão de déficit primário em 2024

O Banco Central divulgou nesta quinta-feira o Relatório Focus, que traz previsões econômicas atualizadas. Para o crescimento do PIB (Produto Interno Bruto) em 2024, a projeção subiu de 1,60% para 1,68%, enquanto a previsão para o final de 2024 aumentou de 1,61% para 1,70%, considerando apenas as respostas dos últimos cinco dias úteis. Em relação