Ações da Petrobras caem cerca de 5% em meio a incertezas sobre dividendos

Publicado em

Tempo estimado de leitura: 2 minutos
17326625251 5cf3b5e05a b

Após começar o dia em alta, as ações da Petrobras entraram em queda no Ibovespa, chegando a uma baixa de 4,74% às 15h56 desta sexta-feira, 4. Durante o dia, o valor chegou a ultrapassar -5,14%. O mau desempenho vem depois de incertezas cercarem o futuro dos dividendos oferecidos pela empresa. Anteriormente, a empresa divulgou a distribuição de dividendos aos acionistas no valor de R$ 3,3489 a cada ação preferencial e ordinária em circulação no mercado. A expectativa de que a gestão do presidente eleito Luiz Inácio Lula da Silva (PT) mude a estratégia da Petrobras gerou receio nos investidores. O banco de investimentos Goldman Sachs chegou a mudar sua recomendação de “compra” para “neutro” em relação aos ativos da petroleira, mesmo com ela apresentando bons resultados na bolsa de valores. Analistas do banco avaliaram que os próximos anos devem trazer um aumento de incerteza nas políticas a serem adotadas pela companhia, com a mudança de governo. “Os pagamentos de dividendos têm sido um foco dos investidores de petróleo, enquanto o presidente eleito e outros funcionários mencionaram sua intenção de diminuir o pagamento de dividendos e promover investimentos em refino e energias renováveis, onde a Petrobras não tem um histórico significativo”, avaliaram. Lula pretende concentrar o trabalho da Petrobras em gerar segurança energética e investir no fundo social do pré-sal. Além disso, o procurador-geral Tribunal de Contas da União (TCU), Lucas Furtado, entrou com uma representação para suspender o pagamento dos dividendos até que o tribunal analise se o valor de R$ 43 bilhões está disponível no caixa da empresa. A justificativa é de que a Petrobras deseja distribuir os lucros sem o balanço fechado, o que poderia gerar risco às contas públicas. Com essa estratégia, a petroleira usa dinheiro do Tesouro do próximo governo, ao invés de utilizar os recursos da gestão atual. Segundo o documento, “há risco à sustentabilidade financeira e esvaziamento da disponibilidade em caixa da estatal”.

Que você achou desse assunto?

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

- Publicidade -

ASSUNTOS RELACIONADOS

Dividendos da Petrobras devem render R$ 6 bilhões aos cofres públicos

Os dividendos da Petrobras podem render até R$ 6 bilhões aos cofres públicos. Por ser o acionista majoritário da empresa, a União tem direito a receber uma parcela de 28,67% em relação ao que for distribuído pela companhia. O valor total de dividendos extras da petrolífera é de R$ 43,9 bilhões e, com a distribuição de 50%

Software capaz de gerar lucros de até R$ 538 por dia será liberado em breve; veja como ter acesso

A maior casa de análise financeira independente do Brasil se uniu a um dos maiores nomes do day trade para lançar uma ferramenta inédita. Trata-se de um software (programa semelhante a um aplicativo, mas utilizado em computadores) capaz de gerar até R$ 538,02 por dia , mesmo errando mais da metade das operações em que

Conselho da Petrobras decide liberar metade dos dividendos extraordinários retidos

O Conselho de Administração da Petrobras decidiu liberar metade dos dividendos extraordinários que estavam retidos, em reunião realizada na sexta-feira (19). A autorização para distribuir 50% do valor aos acionistas foi confirmada pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva. A proposta de pagamento dos 50% restantes ainda será submetida à aprovação em Assembleia Geral Extraordinária