Canarana: Submetralhadora é apreendida em ação conjunta da PM-BA

Publicado em

Tempo estimado de leitura: < 1 minuto

Uma submetralhadora calibre 9mm, um carregador, munições e porções de  maconha foram apreendidos na cidade de Canarana, a 380 quilômetros da capital. Durante a ação realizada por equipes do 7° Batalhão da Polícia Militar (BPM/Irecê) e da 14ª Coordenadoria Regional de Polícia do Interior (Coorpin), um homem foi localizado.

 

Após investigaçoes realizada pela Coorpin, as equipes detectaram um ponto de tráfico no distrito de Paz de Salobro. De acordo com o comandante da Batalhão, tenente-coronel Carlos Ferreira Dias, na ação que ocorreu na última sexta-feira (18), os PMs foram até o local e um homem atirou. Houve confronto, o indivíduo foi atingido, socorrido para o hospital municipal, mas não resistiu.

 

Segundo o comandante, os materiais apreendidos foram apresentados na Delegacia Territorial (DT) de Canarana.

Que você achou desse assunto?

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

- Publicidade -

ASSUNTOS RELACIONADOS

Juiz arquiva investigação sobre Haddad por suspeita de caixa 2 nas eleições de 2012

A Justiça Federal em São Paulo decretou o arquivamento de uma investigação policial sobre o ministro da Fazenda Fernando Haddad por suspeita de caixa 2 nas eleições municipais de 2012 - na ocasião, o petista disputou e venceu o pleito, derrotando o tucano José Serra na corrida à Prefeitura da Capital. A decisão judicial acolhe

PF mira trama golpista em depoimento conjunto de Bolsonaro e outros 22

BRASÍLIA, DF (FOLHAPRESS) - O ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) prestou depoimento na tarde desta quinta-feira (22) à Polícia Federal sobre os planos discutidos no fim de 2022 para um golpe de Estado contra a eleição de Lula (PT) à Presidência da República. O depoimento foi marcado para iniciar às 14h30. Ex-ministros, ex-assessores, militares e aliados

Bolsonaro pode ser preso se incitar crime durante ato no domingo na avenida Paulista

(FOLHAPRESS) - Jair Bolsonaro (PL) pode ser preso se fizer apologia ou incitação ao crime durante manifestação convocada por ele na avenida Paulista, em São Paulo, neste domingo (25), afirmam especialistas. Os profissionais, entretanto, divergem sobre se a mera convocação do ato já poderia ensejar uma prisão preventiva, uma vez que o ex-presidente é investigado