Executiva da TransferRoom, Camilla Prando quer ampliar parcerias com clubes brasileiros

Publicado em

Tempo estimado de leitura: 2 minutos

Executiva da TransferRoom, Camilla Prando quer ampliar parcerias com clubes brasileiros. A empresa é sediada em Londres, na Inglaterra. A companhia é uma plataforma que trabalha com agremiações e agências. O interessado faz uma assinatura anual e a TransferRoom mapeia jogadores e também faz a negociação, seja compra, venda ou empréstimo de atletas, sem cobrar comissão. Atualmente, 11 times no Brasil possuem parceria com a empresa.

 

“O modelo é assinatura anual. Atuo do lado dos clubes brasileiros, sendo a executiva no mercado interno, cobrindo as Séries A, B, C e D. A nossa plataforma veio para facilitar. Estamos em todos os tipos de negócios, sem cobrar comissão, pois trabalhamos no modelo de assinatura anual e desta forma se estabelece uma transparência no intuito de colocar os clubes em contato entre eles e verificando os verdadeiros agentes do atleta, porque eles sempre farão parte de uma negociação e assim eliminando os intermediários, que muitas vezes podem mais atrapalhar do que propriamente ajudar. A tendência é aumentar as parcerias aqui no Brasil. Já temos acordos com Ligas no exterior, como a Liga Polonesa, Escandinávia, Bundesliga (Alemanha). Atuamos com clientes no Nordeste, Centro-Oeste, Sudeste e Sul do Brasil, então geograficamente estamos bem espalhados. Temos 11 clubes no Brasil e trabalhamos com mais de 650 clubes ao redor do mundo. Tivemos um evento recente em Berlim, justamente para ampliarmos a nossa rede de contatos e também para fazermos nossas estratégias para a próxima janela de transferências”, disse Camila, em entrevista ao Bahia Notícias.

 

Camilla Prando tem apenas 28 anos, mas tem uma longa história no futebol. Formada em relações internacionais com foco na América Latina, na Universidade de Estocolmo, na Suécia, ela foi atleta no Hammarby e posteriormente no AIK, ambos da Suécia. Depois de pendurar as chuteiras de forma precoce, devido a uma lesão no joelho, Camilla foi treinadora de base na Samba Football Academy, comentarista e analista de futebol da TV4, também no país escandinavo. Pouco depois, foi para a Bélgica para trabalhar em uma consultoria, a Double Pass, que mantinha uma parceria com o Almeria, da Espanha. Recentemente, atuou como diretora de relações internacionais no São Paulo.

 

Mesmo em Copa do Mundo, Camilla não para e aproveita o Mundial no Catar para realizar negócios e se capacitar. Nesta quinta-feira (8), ela participou da Conferência Internacional FIFA Master Alumni, no estádio Ahmed Bin Ali (saiba mais aqui).

 

Fundada em 2017, a TransferRoom também tem como missão capacitar clubes de futebol, agentes e jogadores para serem bem-sucedidos no mercado da bola.

Que você achou desse assunto?

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

- Publicidade -

ASSUNTOS RELACIONADOS

Lionel Messi comemora aniversário da mulher com festa temática da Disney

O atacante Lionel Messi, de 36 anos, melhor jogador do mundo segundo a Fifa, compartilhou nas redes sociais imagens da festa de aniversário de sua esposa, Antonela Roccuzzo. A socialite completou 36 anos, e a comemoração teve como tema a Disney, com a presença das personagens Pocahontas, Ariel e Cinderela, ícones dos filmes infantis da

São Paulo inscreve James Rodríguez no Paulistão para substituir Luiz Gustavo

O São Paulo inscreveu James Rodríguez no Campeonato Paulista, substituindo Luiz Gustavo, que está lesionado. A decisão havia sido antecipada pelo técnico Thiago Carpini após o empate com o Guarani. A inscrição do colombiano foi possível devido a uma brecha no regulamento que permite a troca de jogadores contundidos com lesões graves. A torcida, que

Valencia proíbe Netflix de filmar documentário sobre Vinicius Júnior

O Valencia proibiu a entrada da Netflix no estádio Mestalla para filmar um documentário sobre Vinicius Júnior. A equipe de produção pretendia captar imagens do jogador durante o jogo do Real Madrid na cidade de Valência, mas foi impedida de entrar no local. Segundo fontes do clube, a decisão de vetar as filmagens foi tomada internamente.