Futura primeira-dama, Janja receberá duas honrarias da Câmara de Salvador; saiba detalhes

Publicado em

Tempo estimado de leitura: < 1 minuto

A futura primeira-dama do Brasil, Rosângela da Silva, conhecida como Janja, receberá duas honrarias da Câmara Municipal de Salvador, aprovadas na sessão ordinária do último dia 22 de novembro.

 

De acordo com o sistema da Casa Legislativa, Janja receberá a Medalha Irmã Dulce e a Comenda Maria Quitéria. As duas honrarias foram propostas pelo presidente da Câmara, vereador e vice-governador eleito Geraldo Júnior (MDB) e publicadas no Diário Oficial do Legislativo.

 

 

Conforme o site da CMS, a Medalha Irmã Dulce é entregue a pessoas físicas, empresas ou instituições do terceiro setor, que se destaquem na promoção de relevantes obras sociais na cidade de Salvador. Na justificativa do Projeto de Resolução, Geraldo Júnior traz informações sobre a trajetória de Janja.

 

Já a Comenda Maria Quitéria, de acordo com a Câmara, é entregue às mulheres que se destacam em atividades em benefício da cidade de Salvador ou ao estado da Bahia. É concedida no dia 2 de julho, quando se comemora a independência da Bahia, em sessão solene dedicada à data.

 

 

QUEM É JANJA
Janja é formada em sociologia pela Universidade Federal do Paraná (UFPR), tem especialização em história e MBA em gestão social e sustentabilidade pela Universidade Positivo. Ela começou a carreira em uma empresa de engenharia, na Usina Hidrelétrica Barra Grande.

 

Aos 38 anos, em 2005, ingressou na Itaipu Binacional, hidrelétrica localizada no Rio Paraná, na fronteira entre Brasil e Paraguai, onde trabalhou por quase 20 anos. Atuou como assistente do diretor-geral e coordenadora de programas voltados ao desenvolvimento sustentável.

 

Janja também já atuou como assessora da Eletrobras no Rio de Janeiro.

Que você achou desse assunto?

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

- Publicidade -

ASSUNTOS RELACIONADOS

Tarcísio é o preferido para presidência, diz pesquisa feita no ato pró-Bolsonaro

61% dos manifestantes entrevistados durante o ato que ocorreu no domingo, 25, na Avenida Paulista, em defesa do ex-presidente Jair Bolsonaro (PL), acreditam que o nome do governador de São Paulo, Tarcísio de Freitas (Republicanos), é o melhor para concorrer à Presidência em 2026, caso Bolsonaro permaneça inelegível. O dado foi obtido pelo Monitor do

Rui Costa minimiza ato de Bolsonaro e diz que ex-presidente confessou crimes cometidos

O ministro da Casa Civil, Rui Costa, avaliou que o ato do ex-presidente Jair Bolsonaro na Avenida Paulista no domingo, 25, ficou aquém do que foi divulgado pelos organizadores. Em sua avaliação, contudo, a surpresa foi em relação ao conteúdo das falas do ex-chefe do Executivo, o que o ministro analisa como uma confissão de

Entenda o que é a anistia pedida por Bolsonaro e seu significado histórico

"O que eu busco é uma pacificação. É passar uma borracha no passado." Com essa introdução, o ex-presidente Jair Bolsonaro (PL), investigado por suposta tentativa de golpe de Estado pela Polícia Federal (PF), pediu anistia "para aqueles pobres coitados presos em Brasília", em seu discurso na tarde deste domingo, 25, no ato na Avenida Paulista.