Idoso de 86 anos é achado morto, amordaçado e com mãos e pés amarrados

Publicado em

Tempo estimado de leitura: < 1 minuto
O corpo de um idoso de 86 anos foi encontrado em Belo Horizonte neste sábado (3/12). Conforme registro da Polícia Militar, o homem estava com a boca amordaçada e as mãos e os pés amarrados em cima da cama em uma residência no bairro Ipiranga, região Nordeste da capital. A suspeita é de que a vítima tenha sido estrangulada até a morte.

Um eletricista relatou à PM que realizou alguns serviços na casa do homem nessa sexta-feira (2/12). Ao voltar ao imóvel para terminar o trabalho e receber a segunda parte do pagamento, encontrou o portão parcialmente aberto. 

 
Então, ele decidiu entrar, já que chamou e ninguém atendeu, e encontrou o corpo sobre a cama de um dos quartos. Assustado, o rapaz pediu ajuda a uma vizinha, que acionou a Polícia Militar.

LEIA – Mulher morre após ser atropelada e arrastada por caminhão em Betim

O filho da vítima, de 49 anos, disse à polícia que a casa já havia sido alvo de outros furtos. Segundo ele, o pai não tinha inimigos e morava sozinho.

Ainda de acordo com o filho, o idoso havia sacado a aposentadoria há poucos dias e tinha guardado na residência valores que recebeu em decorrência do aluguel de alguns imóveis. O dinheiro, um televisor e um violão foram levados. O imóvel estava todo revirado.

O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi acionado e constatou o óbito. Após os trabalhos periciais da Polícia Civil, o corpo foi liberado e conduzido ao Instituto Médico Legal (IML). As circunstâncias e a autoria do crime serão investigadas.

Que você achou desse assunto?

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

- Publicidade -

ASSUNTOS RELACIONADOS

Feriadão com chuvas exige atenção em dobro nas estradas

Os mineiros que pretendem sair do estado ou viajar por Minas para aproveitar o feriado prolongado de Finados vão encontrar estradas mais cheias a partir de hoje. A movimentação exige atenção redobrada, seja nos trechos historicamente perigosos (confira quadro), seja naqueles aparentemente mais tranquilos. A atenção deve ser redobrada nas retas, nos trechos com buracos

Onde a morte não é o fim da vida

  O Museu de Ciências Morfológicas (MCM) da UFMG é responsável pela extensão entre o estudo de células, embriões, tecidos e anatomia com toda a comunidade da capital. Fundado há 27 anos pela professora Maria das Graças Ribeiro, o museu é focado no ser humano, com a maioria da exposição sendo composta por materiais reais.

Chuva: Sete Lagoas registra alagamentos e pessoas desalojadas

O município de Sete Lagoas, na Região Metropolitana de BH, foi atingido por fortes chuvas no fim da tarde desta terça-feira (31/10). Há registro de moradores desalojados e alagamento em muitas avenidas. Segundo o Corpo de Bombeiros, uma pessoa chegou a ficar ilhada, porém, conseguiu sair do local sozinha.  Cerca de dez casas, localizadas no