Projeto de construção do Rodoanel é homologado pelo governo de Minas

Publicado em

Tempo estimado de leitura: 2 minutos
A licitação para elaboração de projetos, construção, operação e manutenção do Rodoanel da Região Metropolitana de Belo Horizonte foi homologada pelo governo do estado nesse sábado (3/12).

A publicação no Diário Oficial aponta que a assinatura de contrato com a empresa que venceu o leilão do projeto ocorrerá nos próximos 60 dias e as obras começam em 2024. A construção da estrada na Grande BH está sob contestação judicial de prefeituras da região.

De acordo com o Governo de Minas Gerais, caberá ao grupo italiano INC S.P.A., que venceu o leilão da obra em agosto, executar o projeto e fazer o diálogo para aperfeiçoamento e licenciamento ambiental com os municípios pelos quais o rodoanel passará.
O projeto do rodoanel é motivo de um imbróglio entre o governo estadual, entidades da sociedade civil e prefeituras, em especial as administrações de Contagem e Betim, que contestam a obra na Justiça. 
  • Leia: Rodoanel: estado mantém leilão para 12 de agosto após reunião no TCE
Em uma das ações movidas pela Prefeitura de Contagem, o Executivo Municipal aponta que a obra apresenta riscos à Bacia Hidrográfica de Vargem das Flores e risco ao abastecimento hídrico na Grande BH. A alegação é corroborada pela Prefeitura de Betim. As cidades também criticam o traçado da estrada, que prevê obras em regiões densamente povoadas, incluindo comunidades tradicionais como o Quilombo dos Arturos.
Entidades da sociedade civil endossam o coro contra a obra. O Movimento dos Atingidos por Barragens (MAB) questiona os mesmos pontos abordados pelas prefeituras da Grande BH e cobram transparência no processo de construção da via. Grupos ambientalistas, como o Projeto Manuelzão, criticam o uso de parte da indenização paga pela Vale pela Tragédia de Brumadinho em uma obra que beneficiaria o escoamento da produção de mineradoras na região.
De acordo com a secretaria de estado de Infraestrutura e Mobilidade Urbana (Seinfra), o projeto conta com investimento de R$ 3,07 bilhões do governo estadual, proveniente do acordo judicial feito com a Vale pelo rompimento da barragem da empresa em Brumadinho. A INC S.P.A. também deverá investir mais  R$ 2 bilhões no rodoanel. O prazo de concessão é de 30 anos.
O Governo de Minas Gerais argumenta que a construção do Rodoanel Metropolitano desafogará o atual Anel Rodoviário e tem potencial para reduzir cerca de mil acidentes por ano na via.

Que você achou desse assunto?

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

- Publicidade -

ASSUNTOS RELACIONADOS

Feriadão com chuvas exige atenção em dobro nas estradas

Os mineiros que pretendem sair do estado ou viajar por Minas para aproveitar o feriado prolongado de Finados vão encontrar estradas mais cheias a partir de hoje. A movimentação exige atenção redobrada, seja nos trechos historicamente perigosos (confira quadro), seja naqueles aparentemente mais tranquilos. A atenção deve ser redobrada nas retas, nos trechos com buracos

Onde a morte não é o fim da vida

  O Museu de Ciências Morfológicas (MCM) da UFMG é responsável pela extensão entre o estudo de células, embriões, tecidos e anatomia com toda a comunidade da capital. Fundado há 27 anos pela professora Maria das Graças Ribeiro, o museu é focado no ser humano, com a maioria da exposição sendo composta por materiais reais.

Chuva: Sete Lagoas registra alagamentos e pessoas desalojadas

O município de Sete Lagoas, na Região Metropolitana de BH, foi atingido por fortes chuvas no fim da tarde desta terça-feira (31/10). Há registro de moradores desalojados e alagamento em muitas avenidas. Segundo o Corpo de Bombeiros, uma pessoa chegou a ficar ilhada, porém, conseguiu sair do local sozinha.  Cerca de dez casas, localizadas no