EUA: Bolsonaro e Trump são chamados de “ratos da Flórida” em projeção

Publicado em

Tempo estimado de leitura: 2 minutos

Imagens projetadas em um prédio em Nova York chamam os ex-presidentes Jair Bolsonaro (PL), do Brasil, Donald Trump, dos Estados Unidos, de “ratos da Flórida” e pedem a prisão dos ex-mandatários. Os registros foram feitos nessa segunda-feira (16/1) e compartilhados nas redes sociais.

Outras figuras da direita brasileira, Carlos Bolsonaro, Hamilton Mourão, Silas Malafaia, Sergio Moro, Allan dos Santos e Ciro Nogueira também aparecem na projeção usando orelhas de Mickey, em referência ao Parque da Disney, que fica na Flórida.

O ex-presidente Jair Bolsonaro passa por um período sabático em Orlando, no mesmo estado onde fica o resort de luxo de Donald Trump. Na época da viagem aos EUA, especulava-se que Bolsonaro ficaria no resort do americano, mas acabou se hospedando na mansão do ex-lutador do UFC José Aldo.

Veja os registros:

pic.twitter.com/rDhVfUb3Qr

— James N. Green (@JamesNGreen) January 17, 2023

Grave pic.twitter.com/PfRouhW8oZ

— jairme não consegue postar foto bonita de bikini (@jairmearrependi) January 17, 2023

Fim do silêncioO ex-presidente Jair Bolsonaro decidiu falar com apoiadores, nessa segunda-feira (16/1), sobre medidas adotadas em sua gestão e admitiu que cometeu “deslizes”. Bolsonaro também mencionou os ataques terroristas que ocorreram em Brasília no último dia 8 e classificou o episódio como “inacreditável”.

Em um breve discurso, o político disse que durante quatro anos, sua gestão teve alguns “furos” e falou sobre liberdade. “Em quatro anos, todo dia era segunda-feira. Tem alguns furos? Tem, lógico. A gente comete alguns deslizes em casa, quem dirá no governo. Só que em casa a gente sabe quem é o responsável. É sempre nós, os maridos”.

“Lamento o que aconteceu dia 8, uma coisa inacreditável. Mas no meu governo, o pessoal aprendeu o que é política, conheceu os poderes, começou a dar valor à liberdade. Eu falava para alguns sobre a liberdade, e eles diziam que era igual ao sol, nasce todo dia, mas não é bem assim não. A gente acredita no Brasil”, disse.

Que você achou desse assunto?

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

- Publicidade -

ASSUNTOS RELACIONADOS

Estados do Sul e Sudeste assinam pacto contra o crime organizado

Estados do Sul e do Sudeste firmaram no sábado, dia 2, um Pacto Regional de Segurança Pública para enfrentar o crime organizado. Um gabinete integrado de inteligência será criado para compartilhar informações e os policiais farão cursos conjuntos para aumentar a integração entre as forças de segurança e padronizar procedimentos e técnicas. O pacto propõe

Ministros do STF veem ilegalidade em anistia a Bolsonaro e preveem derrubada de medida

MATHEUS TEIXEIRABRASÍLIA, DF (FOLHAPRESS) - Os ministros do STF (Supremo Tribunal Federal) afirmam nos bastidores que não há chance de uma possível anistia a Jair Bolsonaro (PL) ou a condenados por participação nos ataques de 8 de janeiro ter validade e ser implementada para livrar o ex-presidente e seus aliados de eventual julgamento na corte.

Barbeiro de 20 anos é condenado a 11 anos e seis meses de prisão por participar do 8 de Janeiro

O Supremo Tribunal Federal (STF) condenou nesta sexta-feira, 1º, o barbeiro piauiense João Oliveira Antunes Neto a 11 anos e seis meses de prisão por participação nos atos golpistas de 8 de Janeiro. Antunes Neto tem 20 anos, e além de barbeiro, se identifica como um "jovem cristão pregador do evangelho de Jesus Cristo". O