Lula pede agenda curta nos EUA e encontro empresarial não deve ocorrer

Publicado em

Tempo estimado de leitura: 2 minutos

Lula vai aos Estados Unidos na próxima semana para encontrar Joe Biden 04/02/2023 6:00, atualizado 03/02/2023 21:04

Ricardo Stuckert/PR

Lula pediu que o Itamaraty organize uma agenda curta nos Estados Unidos, para onde embarca na semana que vem, para encontrar Joe Biden.

Com isso, o encontro que o presidente da Apex, Jorge Viana, estava organizando com empresários para promoção de produtos brasileiros terá que ser cancelado.

Lula irá para os Estados Unidos na quinta-feira (9/2) e será recebido na Casa Branca no dia seguinte por Biden. A coluna fará a cobertura da viagem a Washington.

3 Cards_Galeria_de_Fotos (2)

Luiz Inácio Lula da Silva, nascido em 1945, é um ex-metalúrgico, ex-sindicalista e político brasileiro. Natural de Caetés, no Pernambuco, foi o 35º presidente do BrasilFábio Vieira/Metrópoles

***Foto-Lula-ex-presidente-brasil (2)

De origem simples, Lula se mudou para São Paulo com a família quando ainda era criança. Na infância, trabalhou como vendedor de frutas e engraxateRafaela Felicciano/Metrópoles

***Foto-Lula-ex-presidente-brasil (7)

Mais tarde, tornou-se auxiliar de escritório, foi aluno do curso de tornearia mecânica no Senai e, tempos depois, passou a trabalhar em uma siderúrgica que produzia parafusos, onde perdeu o dedo mínimo da mão esquerdaFábio Vieira/Metrópoles

***Foto-Lula-ex-presidente-brasil (4)

Em 1966, Lula começou a trabalhar em uma empresa metalúrgica. Em 1968, filiou-se ao Sindicado de Metalúrgicos de São Bernardo do Campo e Diadema e, em 1969, foi eleito para a diretoria do sindicato da categoriaFábio Vieira/Metrópoles

***Foto-Lula-ex-presidente-brasil (17)

Durante a ditadura militar, liderou a greve dos metalúrgicos e foi preso, cassado e processado com base na lei vigente à época. Foi justamente nesse período que a ideia de fundar o Partido dos Trabalhadores surgiuRicardo Stuckert

***Foto-Lula-ex-presidente-brasil (5)

Para formar a sigla, juntou representantes de movimento sindicais, sociais, católicos e intelectuais. Lula se tornou o primeiro presidente do PT. Durante a redemocratização, foi um dos principais nomes do Diretas Já, e no mesmo período, iniciou a carreira políticaReprodução/YouTube

***Foto-Lula-ex-presidente-brasil (16)

Em 1986, foi eleito deputado federal por São Paulo e, em 1989, concorreu pela primeira vez para presidente. Perdeu para Fernando Collor. Lula disputou o Palácio do Planalto outras duas vezes até ser eleito, em 2002Ricardo Stuckert/Reprodução/Instagram

***Foto-Lula-ex-presidente-brasil (6)

Cumprindo o primeiro mandato, foi reeleito em 2006, após disputa com Geraldo Alckmin, e permaneceu como presidente até 31 de dezembro de 2010Fábio Vieira/Metrópoles

***Foto-Lula-ex-presidente-brasil (9)

Durante o período em que foi chefe de Estado, ficou conhecido pelos programas sociais Fome Zero e Bolsa Família, pelos planos de combate à pobreza e pelas reformas econômicas que aumentaram o PIB brasileiro. No exterior, Lula foi considerado um dos políticos mais populares do Brasil e um dos presidentes mais respeitados do mundoFábio Vieira/Metrópoles

***Foto-Lula-ex-presidente-brasil (8)

Após passar a faixa presidencial para Dilma Rousseff, Lula começou a realizar palestras nacionais e internacionais. Em 2016, foi nomeado por Dilma para comandar a Casa Civil, mas foi impedido de exercer a função pelo STFFábio Vieira/Metrópoles

***Foto-Lula-ex-presidente-brasil (14)

Em 2017, Lula foi condenado pelo então juiz Sergio Moro por lavagem de dinheiro e corrupção, resultado da Operação que ficou conhecida como Lava Jato. A sentença levou Lula à prisão até 2019, quando ele foi solto após o STF decidir que ele só deveria cumprir pena depois do trânsito em julgado da sentençaFábio Vieira/Metrópoles

***Foto-Lula-ex-presidente-brasil (18)

Em 2021, o Supremo declarou que Sergio Moro foi parcial nos julgamentos e, consequentemente, todos os atos processuais foram anulados. Lula tornou-se elegível outra vez e, tempos depois, confirmou a intenção de se candidatar novamente ao PlanaltoReprodução

Mais lidas

Que você achou desse assunto?

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

- Publicidade -

ASSUNTOS RELACIONADOS

“Não separei ninguém”, diz suposta pivô da separação de Belo e Viviane

Após ser apontada como suposta pivô da separação de Belo e Viviane Araújo, Luciana Picorelli se pronunciou sobre o assunto. Num bate-papo exclusivo com a coluna Fábia Oliveira, a apresentadora contou que, na época, o cantor estava separado da rainha de bateria do Salgueiro. “Não separei ninguém”, disse. “Eu nem queria estar nessa situação hoje

Veja programação de eventos para esta semana em São Paulo

Crédito: German Espiaut As apresentações serão nos dias 28 e 29 de abril e são gratuitas Abril está quase chegando ao fim, mas antes do mês acabar, eventos e opções de lazer ainda estão com tudo. Separamos algumas opções de cultura para esta semana e as possibilidades contam com cinema com filme de Charlie Chaplin

Lei que pode mudar completamente o mercado de livros no Brasil avança no Senado

A indústria brasileira de literatura pode estar prestes a passar por uma grande mudança. A Lei Cortez, antigo PL 49/2015, reintroduzido pela senadora Teresa Leitão (PT-PE), avança no Senado Federal. A lei tem como objetivo estabelecer uma política nacional de regulação no preço dos livros, com livrarias conseguindo descontos significativos das editoras.   A Lei