TAGS

Sem instalações da Sabesp em algumas regiões, moradores de São Sebastião sofrem com falta de água

Publicado em

Tempo estimado de leitura: 2 minutos

Praias da região possuem dutos amadores que recebem manutenção da própria população local, deixando bairros como Barra do Sahy dependentes de caminhões-pipa e doações

NELSON ALMEIDA/AFP

Equipes de resgate trabalham em área afetada por enchente em Barra do Sahy, distrito de São Sebastião

Moradores de Barra do Sahy sofrem com falta de água por não haver instalações da Sabesp no local

Nas áreas dos municípios do litoral norte de São Paulo em que a Companhia de Saneamento Básico do Estado, a Sabesp, é responsável pelo abastecimento de água, a situação já foi regularizada completamente. No entanto, a maioria das praias de São Sebastião não tem dependências da Sabesp e, por isso, possuem dutos improvisados em que, às vezes, a própria comunidade é responsável por fazer a manutenção. Dessa forma, o abastecimento de água não está regularizado em diversas regiões, inclusive na Barra do Sahy, onde houve o maior impacto das chuvas do domingo passado, com maior número de deslizamentos de terra, desabamentos de casas, mortos e desaparecidos.  Por isso, as pessoas continuam dependendo do fornecimento de água de carros-pipa e também de doações de água mineral, como vem ocorrendo nos últimos dias. Em entrevista à Jovem Pan News, o governador Tarcísio de Freitas (PRB) confirmou a situação e disse que vai tentar por em prática a expansão da Sabesp para o litoral norte do Estado.

Um morador da Barra do Sahy, o publicitário Alvaro Leopoldo e Silva, comentou a situação: “Na Barra do Sahy nos temos tratamento de esgoto. E muitas regiões não tem. Na Vila Sahy,os moradores fizeram acordo com a Sabesp há alguns anos atrás, instalamos uma estação de tratamento de esgoto na Vila Sahy e, alguns anos depois, uma outra entre a Barra do Sahy e a Baleia. Mas nós não temos fornecimento de água. E a nossa grande preocupação hoje é que, dentro do Sahy, nós temos escola, creche, posto de saúde, o Verde Escola, que é uma instituição que tem feito um trabalho magnífico. E todos estão empenhados [nesse momento], mas ninguém fala nada [dessa falta de água]”.

*Com informações do repórter David de Tarso

Que você achou desse assunto?

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

- Publicidade -

ASSUNTOS RELACIONADOS

Fetrab reprova reajuste de 4% e apresenta como contraproposta aumento de 10%

A Federação dos Trabalhadores Públicos do Estado da Bahia (Fetrab), em reunião extraordinária, realizada nesta quarta-feira (24), deliberou não aceitar o reajuste linear de apenas 4% do Governo do Estado. Em nota, a entidade afirma que "o reajuste linear de 4% em 2024 não atende aos anseios dos trabalhadores públicos". De acordo com a Fetrab

Prefeitura de Itabuna lança licitações para construir ponte no Centro e viaduto em São Caetano

A Prefeitura de Itabuna lançou, nesta semana, os editais de licitação para duas obras estruturantes para a mobilidade urbana. Para ambas, estão reservados recursos obtidos com financiamento do Fonplata, o Banco de Desenvolvimento da Bacia do Prata.  Uma das obras é a construção da ponte ligando a Avenida Amélia Amado, no Centro, à Rua João

‘Temporal’ que atinge Bahia e parte da Região Nordeste deve terminar nesta quinta, estima Inmet

As fortes chuvas que vêm atingindo grande parte da região Nordeste, especialmente a faixa leste, devem dar uma trégua a partir desta quinta-feira (25). O temporal tem castigado o corredor que liga a Bahia até o Rio Grande do Norte, e a faixa norte do Ceará até o Piauí. No interior da região, também há