Viagem de papa Francisco ao Sudão do Sul é antecedida por massacre com 27 mortos

Publicado em

Tempo estimado de leitura: < 1 minuto

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) – Uma disputa entre milicianos e pastores de gado em uma região rural terminou com o assassinato de 27 pessoas no Sudão do Sul um dia antes da chegada do papa Francisco ao país.

O pontífice aterrissou na mais jovem nação do mundo, independente desde 2011, nesta sexta-feira (3), por volta das 15h do horário local (10h no horário de Brasília) -a viagem é parte de um pequeno giro do pontífice pela África, e incluiu uma passagem pela República Democrática do Congo.

O episódio ocorreu no estado de Equatória Central, que também abriga a capital do país, Juma. A princípio, integrantes de uma milícia local mataram seis pessoas de uma comunidade pastora. Estes, por suas vez, retaliaram tirando a vida de 21 civis em um área próxima, incluindo cinco crianças e uma mulher grávida, segundo relato da Al Jazeera.

Em sua terceira visita à África subsaariana desde o início de seu papado, há dez anos, o líder da Igreja Católica de 86 anos busca restaurar a paz em uma região devastada por anos de violência.
No caso do Sudão do Sul, um tratado de paz assinado pelos principais grupos que participavam da guerra civil que mobilizou o território entre 2013 e 2018 havia reduzido de forma significativa a violência no país. Mas disputas entre comunidades rivais ainda são frequentes.

O arcebispo de Canterbury, Justin Welby, que acompanha o papa ao Sudão do Sul junto com o moderador da Igreja da Escócia, afirmou estar horrorizado com últimos acontecimentos locais. Já Francisco, que encerrou a viagem à DRC em um encontro com bispos na capital, Kinshasa, não se pronunciou sobre o ocorrido.

Que você achou desse assunto?

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

- Publicidade -

ASSUNTOS RELACIONADOS

Homem sentenciado a cerca de 90 anos de prisão por morte de filho bebê

Um homem da Dakota do Sul, nos Estados Unidos, foi condenado a quase 90 anos de prisão pela morte do seu filho bebê, em 2021. Dylan Castimore, de 24 anos, foi alvo de uma sentença de 100 anos de prisão, 10 dos quais em pena suspensa e crédito por outros dois anos passados na prisão

Biden reduz vantagem de Trump na corrida presidencial 

Que as eleições presidenciais dos Estados Unidos neste ano será uma revanche do último pleito, não e mais novidade. Contudo, a disputa dever ser bastante apertada. Isso porque Joe Biden, atual presidente norte-americano, reduziu para dois pontos percentuais a vantagem do ex-mandatário Donald Trump, em um momento em que a maioria dos eleitores tem opiniões

Israel aumentará ‘pressão política e militar’ sobre o Hamas para garantir a libertação dos reféns

O primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, disse neste domingo que nos próximos dias seu país aumentará a “pressão política e militar sobre o Hamas” para garantir a libertação dos 133 reféns israelenses ainda retidos na Faixa de Gaza. “Em vez de abandonar suas posições extremistas, o Hamas está se beneficiando de nossas divisões e se sente