Brasileiro preso em Portugal diz que carne humana era prova de crime

Publicado em

Tempo estimado de leitura: 2 minutos

SÃO PAULO, SP (UOL-FOLHAPRESS) – O brasileiro preso no aeroporto de Lisboa com carne humana disse que levava o material na bagagem como prova da participação de outra pessoa em um ritual de canibalismo.

Begoleã Mendes Fernandes, 25, foi detido na capital portuguesa. Às autoridades locais, ele confessou ter matado a facadas o também brasileiro Alan Lopes no último domingo (26) na Holanda.

Fernandes alegou legítima defesa. Ele disse que Lopes tentou matá-lo após oferecer carne humana para consumo e mostrar vídeos de canibalismo.

“Carne era prova”. O brasileiro preso disse que recolheu o material em uma embalagem de plástico para apresentá-lo como evidência contra Lopes.

O relato foi dado a um inspetor que fazia o controle de passageiros no aeroporto após ele tentar embarcar de Lisboa para Belo Horizonte com documentos falsos.

A carne humana achada com o suspeito não pertence a Lopes. A informação foi confirmada pela polícia holandesa, de acordo com jornais locais.

À imprensa portuguesa, Carla Pimentel, mãe do brasileiro preso, repetiu a versão apresentada pelo filho. Ela disse ter aconselhado Fernandes a fugir para o Brasil.

A reportagem ligou para a advogada portuguesa Mariana Monteiro Magalhães, que representa o suspeito. Mas o celular, que consta no processo do caso obtido pelo UOL, estava desligado.

COMO FOI A PRISÃO

Fernandes foi preso na última segunda-feira (27), dia seguinte ao crime.

Inicialmente, ele foi preso por apresentar um passaporte italiano falso ao tentar embarcar.

Horas depois, as autoridades holandesas enviaram a Portugal um mandado de captura e extradição por suspeita de homicídio.

O QUE A POLÍCIA ENCONTROU

VESTÍGIOS DE SANGUE

Peritos recolheram DNA nas roupas com sangue e no corpo do brasileiro. O resultado do exame da polícia científica deve sair nos próximos dias.

CORTES NA MÃO DIREITA

No momento da prisão, Fernandes estava com “um corte profundo na mão direita”, segundo consta nos documentos do caso obtido pelo jornal português Expresso.

As autoridades portuguesas também apreenderam o celular dele.

QUEM É O BRASILEIRO SUSPEITO DE HOMICÍDIO

Fernandes é descrito pelas autoridades holandesas como “perigoso, psicótico e com treino de artes marciais”. A avaliação consta em documento encaminhado para a Justiça de Portugal.
Após ser preso, ele disse que trabalhava clandestinamente há três anos como motoboy na Bélgica e não tinha residência fixa.
Nas redes sociais, Fernandes se define como “2% gênio e 98% louco” e diz que gosta de MMA e História e toca guitarra.

Que você achou desse assunto?

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

- Publicidade -

ASSUNTOS RELACIONADOS

Quatro mortos e 14 desaparecidos; o que se sabe da tragédia em Valência

Um incêndio de grandes proporções deflagrou na tarde desta quinta-feira (23) em um edifício residencial de 14 andares em Valência, na Espanha. O saldo até o momento é de pelo menos 4 mortos, 14 feridos e 14 desaparecidos. Mais de 350 pessoas viviam no prédio. As chamas iniciaram por volta das 17h (hora local) no

Carro estacionado na vertical? Autoridades investigam acidente estranho

As autoridades do estado norte-americano de Massachusetts estão investigando um acidente curioso que ocorreu na manhã da última segunda-feira em um estacionamento de um supermercado. Conforme mostrado na galeria acima, um carro ficou "estacionado" entre outros dois veículos, quase na posição vertical. De acordo com a BBC News, o condutor do veículo teria pressionado o

Mãe é acusada de matar os 4 filhos: “Vivam como se fosse o último dia”

Uma professora do Missouri, nos Estados Unidos, é apontada como a causadora de um incêndio que resultou em sua própria morte e na perda dos quatro filhos, pouco depois de compartilhar uma publicação encorajando todos a "viverem como se aquele fosse o último dia". A tragédia ocorreu na manhã de segunda-feira, quando um incêndio devastador