Eduardo Bolsonaro aventa que Anderson Torres buscou suicídio na prisão, diz coluna

Publicado em

Tempo estimado de leitura: < 1 minuto

O deputado federal Eduardo Bolsonaro (PL-SP) disse que o aliado Anderson Torres, ex-ministro da Justiça e Segurança Pública, teria tentado se suicidar no presídio e fez um apelo pela soltura dele. Torres está preso desde o dia 14 de janeiro. A Polícia Federal apura se, quando secretário de Segurança do Distrito Federal, ele teria facilitado a invasão aos Três Poderes no dia 8 de janeiro.

 

“Não há qualquer motivo para a prisão. Anderson Torres já tem um quadro depressivo. Falam que já emagreceu mais de 12 quilos. Alguns chegam a suscitar que ele tenha procurado se suicidar”, disse o deputado.

 

“Por que uma pessoa que retornou ao Brasil está presa? A prisão preventiva se enquadra apenas quando existe risco de fuga, que não foi o caso. Anderson Torres, inclusive, retornou ao país. Ele não está atrapalhando as investigações nem pondo sob risco a ordem econômica ou a ordem pública”, ponderou.

 

De acordo com Paulo Cappelli, no Metrópoles, os aliados do ex-ministro passaram a monitorar o estado emocional dele, porque há o temor de que, sem perspectiva de soltura, ele faça uma delação contra o ex-presidente Jair Bolsonaro (PL).

Que você achou desse assunto?

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

- Publicidade -

ASSUNTOS RELACIONADOS

O que Filipe Martins disse em depoimento à PF

Ex-assessor para Assuntos Internacionais de Jair Bolsonaro, Filipe Martins negou, em seu depoimento de duas horas à Polícia Federal, nesta quinta-feira (22/2), qualquer participação em uma suposta trama para deflagrar um golpe de Estado no Brasil. Martins, que está preso desde o dia 8 de fevereiro, é um dos investigados por supostamente ter participado, ao

Mercado eleva projeção do PIB e mantém previsão de déficit primário em 2024

O Banco Central divulgou nesta quinta-feira o Relatório Focus, que traz previsões econômicas atualizadas. Para o crescimento do PIB (Produto Interno Bruto) em 2024, a projeção subiu de 1,60% para 1,68%, enquanto a previsão para o final de 2024 aumentou de 1,61% para 1,70%, considerando apenas as respostas dos últimos cinco dias úteis. Em relação

DPU recomenda que policiais usem câmeras corporais em buscas dos fugitivos de Mossoró

A Defensoria Pública da União (DPU) enviou dois ofícios na terça-feira (20) ao juiz corregedor e ao diretor da Penitenciária Federal em Mossoró, no Rio Grande do Norte, recomendando o uso de câmeras corporais por todos os agentes policiais envolvidos nas buscas pelos fugitivos do Presídio Federal de Mossoró. A DPU também pediu a realização