TAGS

Eduardo Salles critica declaração de Rosemberg sobre oeste da Bahia e elogia agro da região: “Motivo de orgulho”

Publicado em

Tempo estimado de leitura: 2 minutos

O deputado estadual Eduardo Salles (PP) não gostou das declarações do colega Rosemberg Pinto (PT), líder do governo na Assembleia Legislativa da Bahia (AL-BA), sobre grilagem de propriedades no oeste do estado. O petista apontou uma suposta contradição de parlamentares, que criticam a atuação do Movimento de Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST), mas estariam fechando os olhos para “disputas cartoriais” na região oeste da Bahia.

 

Muito próximo de grandes produtores rurais do interior baiano, Salles considerou que a fala do petista foi “infeliz” e “demonstra claramente a falta de conhecimento dele sobre uma das regiões mais prósperas da Bahia”. Para o deputado do PP, a fala do líder do governo foi generalizante, atingindo todo o setor agropecuário do oeste do estado.

 

“A agropecuária baiana, e especialmente do oeste da Bahia, é motivo de orgulho para todos nós. Aquela era uma região inóspita, que não produzia nada até os anos 80, quando agricultores largaram seus lares em outros estados e vieram morar em barracos de lona para transformá-la em um dos maiores celeiros de produção de alimentos com sustentabilidade, qualidade e as maiores produtividades do mundo. Não podemos pegar casos pontuais e generalizar todo o setor”, disse o deputado.

 

Eduardo Salles foi um dos 29 parlamentares que assinaram o pedido de instauração de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar as ocupações do MST no interior do estado. Além dele, que é governista, outros nove deputados de situação também subscreveram o requerimento, de autoria do bolsonarista Leandro de Jesus (PL).

 

Entretanto, o parlamentar do PP diz que não é o momento de dar declarações que possam acirrar os ânimos tanto dos agropecuaristas quanto dos movimentos sociais. Salles defende, na verdade, a criação de uma mesa permanente de negociações entre os atores envolvidos na questão fundiária, com a mediação constante de representantes do Poder Público. 

 

“Assinei o pedido de CPI do MST, mas não tenho a ilusão que ali resolveremos os históricos problemas fundiários do Estado e nem tenho a menor intenção de politizar esse debate”, disse.

 

Visando a concretização dessa mesa de negociações, o deputado protocolou, junto ao secretário estadual de Relações Institucionais, Luiz Caetano (PT), um ofício endereçado ao governador Jerônimo Rodrigues (PT), propondo a criação do Comitê Permanente sobre as Questões Fundiárias na Bahia.

 

“Poderemos ter uma tragédia com perda de vidas em conflitos de terra e a minha intenção é formar um colegiado suprapartidário com entidades ligadas à agropecuária, movimentos sociais e poder público para acabarmos definitivamente com as invasões às propriedades privadas, buscar a sustentabilidade por meio de acesso à tecnologia aos cerca de 700 assentamentos já existentes no estado e estabelecermos critérios para a aquisição de novas terras para a implantação de novos assentamentos, com invasão zero”, concluiu.

Que você achou desse assunto?

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

- Publicidade -

ASSUNTOS RELACIONADOS

“Símbolo de inclusão e oportunidade”, destaca Jerônimo ao firmar parceria com instituição educacional em Irecê

  Nesta sexta-feira (23), em Irecê, o Governo do Estado formalizou um Termo de Colaboração com a Associação Beneficente Projeto Nordeste (ABPN), realizadora do projeto Nova Canaã. A iniciativa irá proporcionar educação em tempo integral, abrangendo o ensino fundamental e o médio, o que contribuirá para o desenvolvimento educacional e social de crianças, adolescentes e

Inscrições para o II Congresso Brasileiro de Direito e Sustentabilidade começam na segunda

  Começam na próxima segunda-feira (26/02) as inscrições para o II Congresso Brasileiro de Direito e Sustentabilidade, que será realizado nos dias 16 e 17 de maio no Wish Hotel da Bahia, em Salvador, reunindo nomes de destaque nacional para discutir um dos temas mais efervescentes do Direito na atualidade. As inscrições devem ser feitas

Agerba vai apurar supostas falhas em concessionária de aeroporto no interior do estado

Uma portaria da Agerba, agência que fiscaliza transportes na Bahia, anunciou a abertura de um procedimento para apurar supostas irregularidades no aeroporto de Feira de Santana. A medida foi comunicada nesta sexta-feira (23).   Segundo a Agerba, a comissão vai investigar supostos descumprimentos contratuais pela concessionária do aeroporto, A. F. S - Aeroporto de Feira