Advogado acusado de associação criminosa é preso no interior da Bahia

Publicado em

Tempo estimado de leitura: < 1 minuto

O advogado Mário Júnior Pereira Amorim, 56, foi preso durante uma operação da Polícia Civil, na cidade de Eunápolis, município do Nordeste baiano, nesta sexta-feira  (26). Os mandados foram expedidos pela 2ª Vara Criminal como desdobramento das investigações conduzidas pelo Ministério Público Estadual.

 

As informações são do site Radar News, parceiro do Bahia Notícias. Mário Júnior enfrentava acusações ocorridas em 2019 durante a invasão a uma propriedade rural da região, incluindo associação criminosa, danos, lesões corporais, incêndio de veículos, esbulho possessório e constrangimento ilegal. Recentemente, ele foi condenado a mais de nove anos de prisão em regime fechado por esses crimes.

 

Durante a operação, foram apreendidos documentos e dispositivos eletrônicos, que serão analisados pelo Ministério Público em busca de outras possíveis infrações cometidas pelo advogado.

 

É importante ressaltar que Mário Júnior já estava suspenso judicialmente de exercer a advocacia quando foi preso. Até o momento, a defesa do acusado não se pronunciou.

 

Operação Rábula: Em setembro de 2020, o advogado foi detido junto com outros oito suspeitos durante a Operação Rábula, que investigava crimes semelhantes. Naquela ocasião, os envolvidos permaneceram mais de um ano na prisão.

Que você achou desse assunto?

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

- Publicidade -

ASSUNTOS RELACIONADOS

Projeto apresentado por Capitão Alden busca aumentar pena para quem faz denunciação caluniosa

Já está tramitando na Câmara dos Deputados o primeiro projeto apresentado pelo deputado Capitão Alden (PL-BA) neste ano de 2024. O projeto do deputado baiano - o Pl 98/2024 - tem como objetivo alterar o Código Penal para estabelecer o aumento de pena na conduta tipificada como "Denunciação Caluniosa" que envolva ambiente familiar de coabitação.

Ato bolsonarista reuniu 750 mil na Avenida Paulista, diz PM

São Paulo — De acordo com a Secretaria da Segurança Pública (SSP), 750 mil pessoas, no total, participaram do ato convocado pelo ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) para  este domingo (25/2) na Avenida Paulista, em São Paulo (SP). Nas estimativas do órgão, o número leva em conta o público reunido na avenida, de 600 mil, e

“Hoje o povo brasileiro sabe a diferença de um governo justo e limpo”, afirma Michelle em discurso emocionado

A ex-primeira dama do Brasil, Michelle Bolsonaro, foi a primeira a discursar durante o ato em defesa ao ex-presidente Jair Bolsonaro. Em seu discurso, Michelle leu um trecho da bíblia e fez uma oração pelo Brasil.   "Aqui fica o meu agradecimento a cada um de vocês, por vocês saírem das suas casas, saírem da