Flávio Dino lambe os beiços só de pensar em depor à CPI do Golpe

Publicado em

Tempo estimado de leitura: < 1 minuto

O deputado Arthur Maia (União-BA), presidente da CPI do Golpe, diz que o governo não deve se preocupar com ela. Quem deve, segundo ele, é Flávio Dino (PSB-MA), ministro da Justiça e da Segurança Pública.

A oposição não perdoa Dino por tê-la tratorado toda vez que foi depor em comissões técnicas da Câmara dos Deputados. E acha que a hora do troco chegará quando ele for convocado a depor à CPI.  Quer descontar a humilhação que sofreu.

Dino lambe os beiços de prazer só de pensar que enfrentará os bolsonaristas novamente. Está se preparando para a ocasião. Espera ser convocado mais de uma vez.

The post Flávio Dino lambe os beiços só de pensar em depor à CPI do Golpe first appeared on Metrópoles.

Que você achou desse assunto?

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

- Publicidade -

ASSUNTOS RELACIONADOS

Lula perdeu a eleição para Bolsonaro e o Brasil vive sob uma ditadura

Perde seu tempo Alexandre de Moraes, ministro do Supremo Tribunal Federal e condutor do inquérito que apura atentados à democracia, quando ensina aos que não querem aprender, seja por lhes faltar inteligência, seja por indiferença ou ideologia: “Não existe crime de golpe de Estado, porque, se tivessem dado o golpe, quem não estaria aqui seríamos

Rui Costa minimiza ato de Bolsonaro e diz que ex-presidente confessou crimes cometidos

O ministro da Casa Civil, Rui Costa, avaliou que o ato do ex-presidente Jair Bolsonaro na Avenida Paulista no domingo, 25, ficou aquém do que foi divulgado pelos organizadores. Em sua avaliação, contudo, a surpresa foi em relação ao conteúdo das falas do ex-chefe do Executivo, o que o ministro analisa como uma confissão de

Além da FAB: PMs e bombeiros perderam R$ 4 mi em golpe da pirâmide

Não foram só os oficiais da Força Aérea Brasileira (FAB) que foram vítimas em um esquema de pirâmide. Policiais militares, bombeiros, empresários, servidores federais e até mesmo um gerente de um banco em São Paulo viram o dinheiro sumir após caírem em um suposto golpe. Um levantamento feito por ex-funcionários da S.A Consultoria, Assessoria e