Coordenação de segurança de Lula vai voltar ao GSI, diz Rui Costa; decisão é derrota para a PF

Publicado em

Tempo estimado de leitura: < 1 minuto

(FOLHAPRESS) – O ministro da Casa Civil, Rui Costa, afirmou na tarde desta terça-feira (20) que a coordenação da segurança do presidente Lula (PT) voltará a ser feita pelo GSI (Gabinete de Segurança Institucional).

Do início do ano até agora, a segurança do petista está sob a responsabilidade de uma secretaria extraordinária, comandada pelo delegado da Polícia Federal Aleksander Oliveira.

O ministro do GSI é o general Amaro. A cúpula da PF vinha tentando resistir a qualquer tipo de mudança. Nos bastidores, dirigentes do órgão diziam que seria um retrocesso caso a segurança voltasse para o comando de militares.

Segundo Rui Costa, embora a coordenação vá retornar ao GSI, Lula poderá chamar integrantes de outros órgãos para a equipe.

“O presidente terá a liberdade de convidar quem ele entender que deve compor, independente de ser polícia federal, policial militar, ou membros das Forças Armadas. Será montado um modelo híbrido, mas sob coordenação do GSI”, disse o ministro.

O retorno da coordenação da segurança para o órgão comandado por militares representa uma derrota especialmente para o diretor-geral da PF, Andrei Rodrigues.
Desde a transição de governo, Rodrigues tem atuado para deixar a segurança sob comando da PF.

Leia Também: Ex-diretor da PRF tenta blindar Bolsonaro em depoimento na CPMI do 8 de janeiro

Que você achou desse assunto?

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

- Publicidade -

ASSUNTOS RELACIONADOS

PF mira trama golpista em depoimento conjunto de Bolsonaro e outros 22

BRASÍLIA, DF (FOLHAPRESS) - O ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) prestou depoimento na tarde desta quinta-feira (22) à Polícia Federal sobre os planos discutidos no fim de 2022 para um golpe de Estado contra a eleição de Lula (PT) à Presidência da República. O depoimento foi marcado para iniciar às 14h30. Ex-ministros, ex-assessores, militares e aliados

Davi beija o rosto de Pitel e deixa ‘brothers’ perplexos em festa do ‘BBB 24’

Alane chegou a sugerir que o amigo bebesse água por te exagerado na bebida alcoólica Reprodução/BBB 24 Pitel e Davi conversam durante festa do "BBB 24" Na última festa do “BBB 24”, a aproximação entre Davi e Pitel causou preocupação entre os participantes. Alane e Beatriz expressaram desaprovação com o comportamento do brother, alertando para

Bolsonaro pode ser preso se incitar crime durante ato no domingo na avenida Paulista

(FOLHAPRESS) - Jair Bolsonaro (PL) pode ser preso se fizer apologia ou incitação ao crime durante manifestação convocada por ele na avenida Paulista, em São Paulo, neste domingo (25), afirmam especialistas. Os profissionais, entretanto, divergem sobre se a mera convocação do ato já poderia ensejar uma prisão preventiva, uma vez que o ex-presidente é investigado