Deputado que foi alvo da PF por corrupção investiga corrupção em CPI

Publicado em

Tempo estimado de leitura: < 1 minuto

O deputado Yury do Paredão, do PL do Ceará, enviou diversos requerimentos à CPI das Apostas Esportivas para investigar atletas, dirigentes e empresários por supostas práticas de corrupção no futebol. Ele próprio, no entanto, foi alvo de uma operação da Polícia Federal (PF) contra crimes de corrupção na Prefeitura de Ouricuri, em Pernambuco.

Em um dos pedidos de convocação, Yury do Paredão diz haver “indícios de que a CBF possa estar envolvida em atividades ilícitas relacionadas às apostas esportivas, como a manipulação de resultados de jogos”. A entidade não é investigada na Operação Penalidade Máxima.

Dirigentes que não têm envolvimento com o escândalo das apostas também foram citados pelo deputado para “esclarecer o papel e a responsabilidade em relação a essa atividade ilícita”.

Yury do Paredão entrou na mira da PF no dia 2 de dezembro do ano passado. Um mandado de busca e apreensão foi cumprido contra ele na operação que investiga contratos de empresas sediadas em Pernambuco e no Ceará com o governo de Ouricuri.

As apurações apontavam para crimes de peculato, fraude em licitações, corrupção passiva e lavagem de dinheiro. Na ocasião, Yury do Paredão afirmou que respondeu às perguntas dos investigadores e que estava à disposição para prestar esclarecimentos futuros.

Que você achou desse assunto?

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

- Publicidade -

ASSUNTOS RELACIONADOS

Portugal reconhece escravidão e pede desculpas pelo genocídio indígena e tráfico de escravos

O presidente de Portugal reconheceu em público crimes cometidos durante o período colonial. É a primeira vez que um líder português pede perdão por estes crimes. A admissão ocorreu na noite desta terça-feira (23), em um jantar do chefe do executivo português com correspondentes internacionais, em meio às celebrações dos 50 anos da Revolução dos

Vídeo: Wajngarten denuncia nova tentativa de invasão ao seu prédio

São Paulo – O advogado Fabio Wajngarten, que representa o ex-presidente Jair Bolsonaro (PL), voltou a acionar a polícia após uma nova tentativa de invasão ao prédio onde ele mora, no bairro de Higienópolis, no centro de São Paulo. Um homem que se apresentou como “Lucas” tentou abrir a porta do condomínio. Ao não conseguir

Boulos tem 35,6%; Nunes, 33,7%; Tabata, 14,7%; e Kim, 9,4% em São Paulo, diz pesquisa Atlas

O deputado federal Guilherme Boulos (PSOL) tem 35,6% das intenções de voto para a Prefeitura de São Paulo, contra 33,7% do atual prefeito, Ricardo Nunes (MDB), aponta a pesquisa Atlas/CNN Brasil divulgada nesta quarta-feira, 24. Ambos estão tecnicamente empatados dentro da margem de erro de 2,5 pontos porcentuais (p.p.). A terceira colocada é a deputada