Banqueiro baiano pode estar vendendo participação no Banco Master por R$ 1 bi

Publicado em

Tempo estimado de leitura: < 1 minuto

O sócio majoritário do Banco Master, banqueiro Daniel Vorcaro, 39 anos, está negociando para adquirir a participação do seu sócio, Augusto Lima, da instituição financeira. A informação é do colunista Lauro Jardim, do O Globo.

 

Lima está pedindo um valor de R$ 1 bilhão pelos 30% que possui do banco. O Banco Master é uma instituição brasileira, sediada em São Paulo, e também atua como corretora de investimentos.

 

Foi fundado em 1970, inicialmente com o nome Banco Máxima, até 2018, quando passou por uma reformulação que levou a mudança do seu nome e na direção.

 

Entre 2018 e 2021, o banco passou por uma reestruturação societária e operacional, quando foi incluída uma capitalização de R$ 400 milhões, o que resultou na mudança do nome.

 

Sob a liderança de Daniel Vorcaro, junto com nossos sócios, foram realizados diversos investimentos para reverter a delicada situação financeira do Banco e assumir o controle da instituição.

Que você achou desse assunto?

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

- Publicidade -

ASSUNTOS RELACIONADOS

“PSB apoiará Caetano em 2024; Camaçari é uma cidade antes e outra depois dele”, afirma Lídice

O PSB apoiará a pré-candidatura de Luiz Caetano (PT) para a prefeitura de Camaçari. A confirmação ocorreu na manhã desta segunda-feira (26), durante reunião com integrantes do partido, em Salvador. O encontro reuniu os dirigentes estaduais e municipais da legenda socialista.    A presidente do PSB na Bahia, deputada federal Lídice da Mata, lembrou do

Fernanda Gentil é diagnosticada com paralisia de Bell

SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) - Fernanda Gentil, 37, contou que foi diagnosticada com paralisia facial. Em novo vídeo em seu canal do YouTube, a jornalista contou como descobriu a doença e fez um alerta. Fernanda fez um vídeo contando como foram os primeiros sintomas. Ela disse que tudo começou durante um reencontro com seu filho

Moraes derruba decisões de Receita e Carf contra Globo e atores

Depois de decisões favoráveis do ministro Cristiano Zanin e da Primeira Turma do STF, noticiadas pela coluna em dezembro, a Globo teve mais uma vitória no Supremo contra o avanço da Receita Federal sobre contratações de artistas da emissora como pessoas jurídicas. Desta vez, foi o ministro Alexandre de Moraes o responsável por um despacho