Brasil pede às autoridades da Guatemala que respeitem resultados das eleições

Publicado em

Tempo estimado de leitura: 2 minutos


design sem nome 22

O governo brasileiro pediu nesta sexta-feira, 1º, às autoridades da Guatemala que respeitem os resultados das eleições vencidas por Bernardo Arévalo de León e que garantam uma transição pacífica. Em declaração divulgada pelo Ministério das Relações Exteriores, o Brasil expressou preocupação com a situação política na Guatemala, após o anúncio da suspensão provisória da personalidade jurídica do Movimento Semilla, partido de Arévalo de León. “O governo brasileiro entende que a segurança jurídica e a previsibilidade do processo de transição, bem como o respeito às prerrogativas e imunidades das autoridades eleitorais, dos partidos políticos e dos candidatos eleitos são elementos indispensáveis para o efetivo exercício da soberania popular por meio do voto”, diz o comunicado.

O Itamaraty também parabenizou a declaração aprovada hoje pelo Conselho Permanente da Organização dos Estados Americanos (OEA) que dá ao secretário-geral da organização, Luis Almagro, maior autoridade para supervisionar o processo de transição na Guatemala. Arévalo de León venceu as eleições para a presidência do país centro-americano para o mandato de 2024-2028 no segundo turno disputado em 20 de agosto, com 2,5 milhões de votos. Ele superou a ex-primeira-dama Sandra Torres Casanova, da Unidade Nacional de Esperança (UNE), por 21 pontos percentuais. Porém, na última segunda-feira, 28m o Registro de Cidadãos do Tribunal Supremo Eleitoral da Guatemala suspendeu provisoriamente o partido de Arevalo de León.

Essa decisão sem precedentes criou incertezas e causou sérias preocupações em vários países. Na quarta-feira, 30, o Congresso guatemalteco concordou em não reconhecer a bancada do Movimiento Semilla por ordem do juiz Fredy Orellana, que foi acusado de minar a justiça e de corrupção pelo Departamento de Estado dos EUA. Já nesta sexta-feira, Arévalo de León garantiu que o país está sofrendo um “golpe de Estado” orquestrado com o objetivo de impedir sua posse e a de membros de seu partido político, marcada para 14 de janeiro de 2024.

*Com informações da agência EFE

 

 

Que você achou desse assunto?

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

- Publicidade -

ASSUNTOS RELACIONADOS

Chefe da diplomacia da UE diz esperar proposta de países árabes para cessar-fogo em Gaza

RIO DE JANEIRO, RJ (FOLHAPRESS) - O chefe da diplomacia da União Europeia, Josep Borell, afirmou nesta quinta-feira (22) esperar uma proposta de países árabes para um cessar-fogo na guerra Israel-Hamas. Ele afirma que representantes dessas nações estão negociando os termos da proposta de forma antecipada com os Estados Unidos para que não haja um

Antigo satélite de observação cai na Terra

Um antigo satélite de observação da Terra caiu de órbita na quarta-feira, 21, e se partiu sem provocar danos ou feridos sobre o Oceano Pacífico, entre o Havaí e o Alasca. A reentrada do satélite European Remote Sensing 2 (ERS-2) na atmosfera terrestre foi confirmada pela Agência Espacial Europeia. Lançada em 1995, a nave espacial

Índia proíbe venda de algodão doce por possuir substância cancerígena

Alguns estados da Índia estão proibindo a venda de algodão doce. O motivo? Um estudo concluiu que o produto possui uma substância cancerígena, a Rodamina-B. No início deste mês, o território da união de Puducherry proibiu a venda do doce, enquanto outros estados começaram a testar amostras do mesmo. Na semana passada, foi a vez