Inquérito sobre Do Val tem entre anexos uma foto íntima

Publicado em

Tempo estimado de leitura: < 1 minuto

O inquérito que apura a participação do senador Marcos Do Val em um suposto plano golpista tem uma “prova” pouco habitual. No compilado de documentos, há uma série de fotos e diálogos envolvendo Do Val e a advogada Brunella Miguez, com quem é casado.

Extraídas do celular do senador, as informações, em sua maioria, são pertinentes ao fato investigado. Ocorre que, em ao menos um dos arquivos, há um registro íntimo da privacidade do casal. A imagem foi enviada por Brunella a Do Val no começo do ano:

“Olha e apaga”, escreveu a advogada. O parlamentar não apagou. E, em junho, teve o celular apreendido por determinação do ministro Alexandre de Moraes, do STF.

É natural que o material bruto do aparelho apreendido contenha todo tipo de informação, referente ou não ao fato investigado. A inclusão da referida imagem em um anexo do inquérito é que soa pouco habitual.

Em outras mensagens, Brunella se mostra preocupada com a postura de enfrentamento de Do Val em relação a Alexandre de Moraes. Em tom incisivo, de crítica, ela chega a cobrar do marido que pare com os embates.

Em seu depoimento à Polícia Federal, Marcos Do Val disse que sua mulher cogitou o divórcio após ele se tornar alvo da operação de busca e apreensão. Em desabafo a parlamentares, afirmou que “quase perdeu sua família”.

A investigação em questão apura suposta trama golpista para tirar Moraes da relatoria do inquérito dos atos antidemocráticos. O ex-presidente Jair Bolsonaro e o ex-deputado federal Daniel Silveira também são investigados no caso.

 

Que você achou desse assunto?

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

- Publicidade -

ASSUNTOS RELACIONADOS

Lula perdeu a eleição para Bolsonaro e o Brasil vive sob uma ditadura

Perde seu tempo Alexandre de Moraes, ministro do Supremo Tribunal Federal e condutor do inquérito que apura atentados à democracia, quando ensina aos que não querem aprender, seja por lhes faltar inteligência, seja por indiferença ou ideologia: “Não existe crime de golpe de Estado, porque, se tivessem dado o golpe, quem não estaria aqui seríamos

Além da FAB: PMs e bombeiros perderam R$ 4 mi em golpe da pirâmide

Não foram só os oficiais da Força Aérea Brasileira (FAB) que foram vítimas em um esquema de pirâmide. Policiais militares, bombeiros, empresários, servidores federais e até mesmo um gerente de um banco em São Paulo viram o dinheiro sumir após caírem em um suposto golpe. Um levantamento feito por ex-funcionários da S.A Consultoria, Assessoria e

Bolsonaro vem a Salvador para encontro com apoiadores em março; veja data

O ex-presidente Jair Bolsonaro confirmou a participação, entre os dias 8 e 9 de março de 2024, de um encontro com apoiadores em Salvador. Fontes confirmaram a data ao Bahia Notícias após o presidente do PL na Bahia, João Roma, dar indicativos de que Bolsonaro viria ao estado para contribuir com os debates envolvendo candidatos