Joias na Gávea: o que fez o presidente do Flamengo ao ganhar um Hublot

Publicado em

Tempo estimado de leitura: < 1 minuto

Quando o caixa do Flamengo ia de mal a pior, Eduardo Bandeira de Mello foi presenteado com um luxuoso relógio Hublot ao assumir a presidência do clube, em 2012. Mas a semelhança com o caso das joias de Bolsonaro para por aí.

Agrado da fabricante suiça à diretoria do Rubro-Negro, o item, avaliado à época em R$ 42 mil, fora repassado a Bandeira por sua antecessora no cargo, Patrícia Amorim. O Hublot foi parar no cofre do Flamengo até que houvesse uma definição sobre seu destino.

O vice-presidente do departamento jurídico do clube na época, Flávio Willeman, estabeleceu então uma diretriz que deveria ser seguida por todos os dirigentes que receberam o mimo: leiloar os relógios e destinar a grana ao cofre do clube.

A situação envolvendo Bandeira de Mello, hoje deputado federal, guarda semelhanças com a de Jair Bolsonaro no caso das joias. A grande diferença é a destinação dada aos presentes.

O destino das joias presidenciais A Polícia Federal apura a suposta venda criminosa de itens de luxo recebidos por Bolsonaro quando chefe de Estado. A suspeita é que tenham sido cometidos os crimes de peculato, quando há apropriação de bem público, e associação para o crime.

Já a defesa de Bolsonaro cita uma portaria de 2018, da Presidência da República, para argumentar que os presentes poderiam ser vendidos legalmente.

Que você achou desse assunto?

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

- Publicidade -

ASSUNTOS RELACIONADOS

Flávio Dino é empossado como novo ministro do Supremo Tribunal Federal

O Supremo Tribunal Federal, a partir desta quinta-feira (22), volta a trabalhar com a sua composição completa. Foi empossado como o mais novo ministro da Corte o ex-ministro da Justiça, ex-governador do Maranhão, ex-deputado e ex-senador Flávio Dino.    Indicado pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva e aprovado pelo Senado, Flavio Dino é o

Reconhecimento Facial localiza em Salvador turista italiano que era procurado pela família

Um turista italiano foi localizado na quarta-feira (21), com o auxílio do Sistema de Reconhecimento Facial da Secretaria da Segurança Pública.    Ricardo Giorno era procurado pela família, que está na Itália, e foi identificado por uma das câmeras de videomonitoramento, quando passava pela Praça da Piedade, no Centro de Salvador.    Após a identificação

O que Filipe Martins disse em depoimento à PF

Ex-assessor para Assuntos Internacionais de Jair Bolsonaro, Filipe Martins negou, em seu depoimento de duas horas à Polícia Federal, nesta quinta-feira (22/2), qualquer participação em uma suposta trama para deflagrar um golpe de Estado no Brasil. Martins, que está preso desde o dia 8 de fevereiro, é um dos investigados por supostamente ter participado, ao