TAGS

Mostra Portinari Raros, em Brasília, apresenta misturas do gênio

Publicado em

Tempo estimado de leitura: 11 minutos

Logo Agência Brasil

 ebcebc

As tintas que iluminaram os pincéis de Candido Portinari (1903 – 1962) misturam-se entre a Brodowski (SP), em que nasceu, e o mundo. Entre a denúncia e a ternura. Entre o figurativo e o surreal. Cores de passado e de olhares à frente do tempo. Entre as sacas de café e a enxada nas mãos do homem negro. Entre o afeto ao país à revolta contra as injustiças. Entre o alerta sobre guerras ao desejo de paz.

Logo Agência Brasil

 ebcebc

Na exposição Portinari Raro, que estreou na última

Logo Agência Brasil

 ebcebcsemana no Centro Cultural Banco do Brasil, em Brasília, com entrada gratuita, mais de 200 obras menos conhecidas

Logo Agência Brasil

 ebcebcou até desconhecidas do grande público revelam a genialidade do artista de múltiplas tintas inconformadas.

“Os grandes temas são sociais, mas também há

Logo Agência Brasil

 ebcebcaspectos da infância, do trabalho no campo e na cidade, os tipos populares, as festas, o folclore, a fauna, a flora e a paisagem”, explica o professor João Candido Portinari, filho do artista e responsável pelo Projeto Portinari, que tem a missão de democratizar o acesso à arte plural do pai.

Brasília, (DF) - 01-09-2023 - João Candido Portinari, apresenta a exposição do seu pai, Candido Portinari. Foto Valter Campanato/Agência Brasil. Brasília, (DF) - 01-09-2023 - João Candido Portinari, apresenta a exposição do seu pai, Candido Portinari. Foto Valter Campanato/Agência Brasil.

Brasília,

Logo Agência Brasil

 ebcebc1º-09-2023 – João Candido Portinari apresenta a exposição do seu pai

Logo Agência Brasil

 ebcebcCandido Portinari – Valter Campanato/Agência Brasil

Desde o começo

Na exposição em Brasília, que tem curadoria de Marcello Dantas, há obras de diferentes fases da vida de Portinari, como a raríssima

Logo Agência Brasil

 ebcebcBaile na Roça,

Logo Agência Brasil

 ebcebcproduzida em 1923, quando o artista tinha apenas 20 anos de idade.

Logo Agência Brasil

 ebcebc É a primeira com temática nacional. Segundo o filho do artista, como o quadro não foi bem aceito na época na Escola de Belas Artes, Portinari, decepcionado, vendeu a obra e nunca mais conseguiu encontrar. “Ele passou a vida inteira buscando recuperar o quatro. Morreu sem a emoção de encontrar a sua tela de juventude”.

Logo Agência Brasil

 ebcebc

O Projeto Portinari a localizou no início dos anos 80. A obra está pela primeira vez em Brasília. O quadro homenageia familiares e amigos de Brodowski. Ainda sem as mesmas tintas que o deixariam célebre.

A formação pessoal e os ideais nasceriam juntos das dificuldades de pais imigrantes pobres da Itália. Eles recomeçaram a vida na lavoura de café. Foi lá que o artista descobriu a necessidade de se expressar com tintas e palavras. “Portinari nasceu numa condição difícil. Ele só conseguiu estudar até a terceira série. Ele não pôde continuar porque tinha que ajudar os 11 irmãos e os pais na colheita do café”, diz o filho pesquisador.

Logo Agência Brasil

 ebcebc

A história da família em Brodowski tem espaço na exposição e ajuda a entender as origens do pensamento do artista, de sotaque caipira e perspicaz. “Portinari tinha 11 anos de idade quando fez um desenho do maestro Carlos Gomes, copiado de um maço de cigarro que existia

Logo Agência Brasil

 ebcebcantigamente”. Os amigos da cidade ficaram abismados com o talento do garoto criativo. Tanto que se tornou um ilustrador naqueles primeiros anos de arte.

Logo Agência Brasil

 ebcebc

Brasília, (DF) - 01-09-2023 - João Candido Portinari, apresenta a exposição do seu pai, Candido Portinari. Foto Valter Campanato/Agência Brasil. Brasília, (DF) - 01-09-2023 - João Candido Portinari, apresenta a exposição do seu pai, Candido Portinari. Foto Valter Campanato/Agência Brasil.

Brasília,

Logo Agência Brasil

 ebcebc1º-09-2023 – Obra apresentada na exposição Portinari Raros – Valter Campanato/Agência Brasil

“Curiosidade imensa”

O professor explica que Portinari revelou em suas obras curiosidade enorme sobre ciência e tecnologia diante da efervescência cultural das primeiras décadas do século 20. “Ele passou a usar elementos matemáticos na obra dele”, o que incluiu as proporções e os estudos cromáticos. “Portinari tinha uma curiosidade imensa em saber como os outros artistas pintavam”.

A ternura de rememorar a infância, como na obra Jangada e Carcaça

Logo Agência Brasil

 ebcebc(de 1940), que está entre as disponíveis na mostra, mostra um Portinari menos conhecido. “Uma vez, depois de uma palestra em uma escola, uma garotinha levantou o dedo e disse que o que ela mais havia gostado é que, no tempo de Portinari, as crianças brincavam à noite”. Tocou a criança, assim como emociona o filho

Logo Agência Brasil

 ebcebcem Roda infantil. “É a obra que eu mais gosto dessa fase”. Outro trabalho que o marca

Logo Agência Brasil

 ebcebcé Meninos com Balões

Logo Agência Brasil

 ebcebc(1951). “Imagine emocionar-se pela infância aos 84 anos de idade, como eu”.

Logo Agência Brasil

 ebcebc Outra obra que se refere à infância é Menino com Gaiola

Logo Agência Brasil

 ebcebc(1961), momento em que o filho recorda que o pai estaria em um momento de depressão.

Logo Agência Brasil

 ebcebc

Mudanças de pincéis

O pesquisador entende que diferentes elementos destacam o valor da natureza para a obra dele, inclusive com características tropicalistas. “Sempre tem a paixão pelo Brasil, pelo

Logo Agência Brasil

 ebcebcbrasileiro, pelos animais”, afirma. Um exemplo está em

Logo Agência Brasil

 ebcebcFlora e Fauna Brasileiras (de 1934).

Aliás, para o pesquisador, os anos de 1930 são chave para entender uma mudança de temática: o olhar passa a ser social, quando passa a pintar famílias de retirantes e exploração. A mostra ainda traz esboços e painéis, com estudos de obras clássicas dele.

Logo Agência Brasil

 ebcebc

Já os anos 1940 são, de acordo com o filho-pesquisador, muito produtivos, ora pela denúncia sobre a 2ª Guerra Mundial, em que ele chamava a atenção para o nazismo, como na obra

Logo Agência Brasil

 ebcebcGráfica (1942), ora pelas obras de outra matriz

Logo Agência Brasil

 ebcebcou sobre o meio ambiente ameaçado, como em

Logo Agência Brasil

 ebcebcBalé Iara

Logo Agência Brasil

 ebcebc “Para absorver tudo o que há na exposição, é preciso mais do que uma visita”, avalia.

Imersão

Espaços interativos na mostra garantem fruição dos sentidos, como no espaço Portinari Imenso,

Logo Agência Brasil

 ebcebcque está no pavilhão de vidro, com projeção de pinturas e trilha sonora original de autoria de Cacá Machado. Os bancos improvisados são as sacas de café, e o público fica imerso no pensamento do artista que nasceu há 120 anos.

Logo Agência Brasil

 ebcebc

Outra celebração agendada é que os históricos painéis gigantes de

Logo Agência Brasil

 ebcebcGuerra

Logo Agência Brasil

 ebcebce Paz,

Logo Agência Brasil

 ebcebcque estão na sede da Organização das Nações Unidas (ONU), devem ser levados temporariamente para o Museu Nacional da China

Logo Agência Brasil

 ebcebcno ano que vem, como celebração dos 50 anos das relações diplomáticas entre o Brasil e aquele país.

Logo Agência Brasil

 ebcebc

Brasília, (DF) - 01-09-2023 - João Candido Portinari, apresenta a exposição do seu pai, Candido Portinari. Foto Valter Campanato/Agência Brasil. Brasília, (DF) - 01-09-2023 - João Candido Portinari, apresenta a exposição do seu pai, Candido Portinari. Foto Valter Campanato/Agência Brasil.

Brasília, 1º-09-2023 – Obra apresentada na

Logo Agência Brasil

 ebcebcexposição Portinari Raros –

Logo Agência Brasil

 ebcebcValter Campanato/Agência Brasil

Esse será mais um momento de alegria para o professor João Candido Portinari, na missão de garantir espaço para a genialidade do pai por todo o mundo. “Quando eu era criança, perguntava para a minha mãe se meu pai não trabalhava como os outros. Sempre o via pintando e não entendia”. Só depois foi compreender a “imensidão” do homem-artista. Hoje, o maior objetivo é mostrar às crianças. O projeto disponibiliza 5,4 mil imagens e 30 mil documentos que ajudam a explicar quem é Portinari. Não para de recolher nem de democratizar o acesso. O professor procura entender o artista, e o filho vibra a cada encontro com o pai.

Que você achou desse assunto?

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

- Publicidade -

ASSUNTOS RELACIONADOS

Bolsonaro chega acuado a ato e busca demonstrar força política contra investigações

MARIANNA HOLANDA E GABRIELA BILÓBRASÍLIA, DF (FOLHAPRESS) - Jair Bolsonaro (PL) aposta mais uma vez numa manifestação na avenida Paulista, em São Paulo, para tentar demonstrar seu capital político. Neste domingo (25), o ex-presidente tem como principal objetivo apresentar um retrato de que mantém apoio popular e, dessa forma, reagir ao avanço das investigações sobre

Influenciador português que entrevistou Bolsonaro diz ter sido detido pela PF no Brasil

O influenciador português Sérgio Tavares, que recentemente entrevistou o ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) em uma live em seu canal no YouTube, postou um vídeo em seu perfil no X (antigo Twitter) em que diz ter sido detido pela Polícia Federal (PF) no Aeroporto de Guarulhos (GRU) ao desembarcar no Brasil, na manhã deste domingo, 25.

Em último ato na Paulista, Bolsonaro chamou Moraes de canalha e atacou urnas e o STF

O ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) deve discursar na tarde deste domingo, 25, em um ato convocado após ele se tornar alvo de investigação sobre tentativa de golpe de Estado. A manifestação vai ocorrer na Avenida Paulista, em São Paulo, uma via pública conhecida como palco de atos políticos - e não será a primeira vez