Eleição do Conselho Tutelar: PBH afasta responsáveis por sistema

Publicado em

Tempo estimado de leitura: 2 minutos

Três servidores ligados à Empresa de Informática e Informação de Belo Horizonte (Prodabel) foram desligados dos cargos de diretoria e coordenação após a confusão na eleição do Conselho Tutelar em Belo Horizonte no início do mês.

A Prodabel é responsável pelo sistema desenvolvido pela prefeitura para a eleição do conselho tutelar. Depois do pedido de exoneração do subsecretário dos Direitos de Cidadania, Thiago Alves da Silva, havia uma pressão sobre o órgão para que os responsáveis fossem também desligados.

Foram deligados da gerencias, a gerente de relacionamento Fernanda de Souza Fortuna, a gerente de sustentação de sistemas de políticas públicas Daniela Caldeira e o coordenador da gerência de sustentação Renato Cesar Carvalho da Silva. 
Realizada no início do mês, a eleição dos conselheiros tutelares na capital foi marcada por longas filas e quedas de sistema de votação do sistema desenvolvido pela Prodabel.
No dia da eleição, as queixas mais frequentes em relação ao sistema desenvolvido pela prefeitura foram de que o programa não estava registrando os votos corretamente. Isso levou os mesários a reiniciarem o sistema repetidamente, resultando em atrasos e gerando incerteza sobre se o voto seria de fato contabilizado ao final do processo.
 
A votação teve que ser estendida e cédulas de papel precisaram ser utilizadas. Segundo a PBH, aproximadamente 53 mil eleitores se cadastraram para votar, no entanto, apenas 49 mil votos foram efetivamente registrados.
Na semana passada, a Prefeitura de Belo Horizonte afirmou que a eleição para o Conselho Tutelar, remarcada para o dia 3 de dezembro, será realizada por meio de cédulas de papel.

Em nota enviada a reportagem, a Prefeitura de Belo Horizonte esclarece que “os funcionários citados são efetivos e as alterações nas funções representam um rearranjo administrativo, com o objetivo de aprimorar a qualidade técnica dos serviços prestados pela empresa.”

image

Que você achou desse assunto?

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

- Publicidade -

ASSUNTOS RELACIONADOS

PT e Centrão se unem para quebrar acordo e retirar PL da presidência da CCJ

O PT e o Centrão articulam para quebrar um acordo firmado no começo do ano passado e tirar o PL, partido do ex-presidente Jair Bolsonaro, da presidência da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara neste ano. Se o plano se consolidar, a CCJ, o colegiado mais importante de todos da Casa, ficará com

Juiz arquiva investigação sobre Haddad por suspeita de caixa 2 nas eleições de 2012

A Justiça Federal em São Paulo decretou o arquivamento de uma investigação policial sobre o ministro da Fazenda Fernando Haddad por suspeita de caixa 2 nas eleições municipais de 2012 - na ocasião, o petista disputou e venceu o pleito, derrotando o tucano José Serra na corrida à Prefeitura da Capital. A decisão judicial acolhe

PF mira trama golpista em depoimento conjunto de Bolsonaro e outros 22

BRASÍLIA, DF (FOLHAPRESS) - O ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) prestou depoimento na tarde desta quinta-feira (22) à Polícia Federal sobre os planos discutidos no fim de 2022 para um golpe de Estado contra a eleição de Lula (PT) à Presidência da República. O depoimento foi marcado para iniciar às 14h30. Ex-ministros, ex-assessores, militares e aliados