Remessa e pedidos ao arquivo judicial do TRT em Salvador serão suspensos até março de 2024

Publicado em

Tempo estimado de leitura: < 1 minuto

O Tribunal Regional do Trabalho da Bahia (TRT-BA) informa que a remessa de autos para o Arquivo Judicial de Salvador e o atendimento dos pedidos de carga, desarquivamento e vista de processos na unidade estarão suspensos a partir desta quinta-feira (30). A suspensão irá até 1º de março de 2024, devido às obras de adaptação predial no espaço do arquivo. 

 

Neste período, o tribunal sinaliza que as demandas relativas ao Arquivo de Salvador que envolvam risco de perecimento de direito serão deliberadas pela presidência do TRT-BA.

 

Segundo a Coordenadoria de Manutenção e Projetos do TRT-BA, não será possível o acesso às dependências do Arquivo Judicial da Capital, que funciona no Edifício Empresarial 2 de Julho, na Paralela, durante as obras de adaptação. Ainda segundo a Coordenadoria, a retomada do acesso ao arquivo deve ocorrer de forma parcial a partir de março de 2024.

Que você achou desse assunto?

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

- Publicidade -

ASSUNTOS RELACIONADOS

DF registrou mais de 3 mil internações de pacientes com dengue em 2024

Este ano, mais de 3 mil pessoas já foram internadas na rede pública de saúde do Distrito Federal por causa da dengue. Desse total, 226 pacientes precisaram ser admitidos em unidades de terapia intensiva (UTI). Os dados são da Secretaria de Saúde do DF (SES-DF). No total, a rede pública de saúde já recebeu 3.043

MP-BA, TCE e TCM anunciam novidades para painel dos festejos juninos em 2024; coleta de dados começará no dia 18

Em 2024, o painel da transparência dos festejos juninos na Bahia terá nova edição. A meta é coletar e disponibilizar informações dos investimentos de todos os 417 municípios com atrações artísticas. A ferramenta foi lançada oficialmente nesta terça-feira (27), em reunião na sede do Tribunal de Contas do Estado (TCE). O painel é uma parceria

Polícia Civil regulamenta uso de grampos telefônicos na Bahia

A Polícia Civil da Bahia publicou uma Instrução Normativa, na edição do Diário Oficial do Estado (DOE) desta quarta-feira (28), que regulamenta o serviço de implementação das ordens judiciais de interceptação e quebra de sigilo de dados telefônicos e telemáticos, os chamados "grampos".    No documento assinado pela delegada-geral Heloísa Campos de Brito, constam 33 artigos