Usuários reclamam de arquivos desaparecidos no Google Drive

Publicado em

Tempo estimado de leitura: < 1 minuto

Alguns usuários do serviço de armazenamento na ‘cloud’ da Google, o Drive, estão reclamando do desaparecimento repentino de alguns arquivos e pastas nas respectivas contas.

Agora, segundo o site 9to5google, a gigante tecnológica reconheceu o problema no aplicativo para ‘desktop’ do Google Drive. “Estamos investigando reclamações de uma questão que impactam um conjunto de usuários do Drive para ‘desktop’ e vamos manter vocês informados com mais atualizações”, pode ler-se no comunicado da Google.

Naturalmente, este é um problema digno de nota para os usuários do Google Drive que, em alguns casos, perderam o equivalente de anos de dados armazenados. Um usuário específico diz ter perdido todos os dados de uma tabela que mantinha atualizada, com a última versão guardada a ser de janeiro de 2019.

Que você achou desse assunto?

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

- Publicidade -

ASSUNTOS RELACIONADOS

Missão privada tem primeiras imagens em solo lunar divulgadas

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - A Intuitive Machines afirmou, nesta quarta-feira (28), que o feito de uma empresa privada pousar com sucesso na Lua muda a economia de um pouso lunar. A empresa também divulgou três fotos da Odysseus na alunissagem e em momentos posteriores, com a nave já em solo lunar. "Nós mudamos a

Pronto para a nova temporada de F1? O jogo oficial está a caminho

A nova temporada da Fórmula 1 está prestes a começar, e a Electronic Arts (EA) não perdeu tempo em anunciar a data de lançamento do jogo oficial da competição: 31 de maio de 2024. EA Sports F1 24 estará disponível para PlayStation 5, PlayStation 4, Xbox Series X|S, Xbox One e PC (via Steam e

‘Respostas inaceitáveis’, diz CEO do Google sobre erros raciais do chatbot Gemini

Na última semana, o Google enfrentou críticas após o chatbot de inteligência artificial (IA) da empresa, Gemini, gerar imagens e textos historicamente e racialmente imprecisos. Nesta semana, o CEO da companhia, Sundar Pichai, emitiu comunicado interno no qual chama as respostas de "inaceitáveis". Segundo o site The Verge, que teve acesso ao documento, Pichai afirmou