Alemanha vence França nos pênaltis e conquista título inédito da Copa do Mundo Sub-17

Publicado em

Tempo estimado de leitura: 2 minutos


000 346v2un

A seleção alemã de futebol conquistou pela primeira vez o título da Copa do Mundo Sub-17 ao derrotar a França nos pênaltis. O jogo, que aconteceu no Manahan Stadium, em Surakarta, na Indonésia, terminou empatado em 2 a 2 no tempo normal. Com essa vitória, a Alemanha repete o feito do Campeonato Europeu da categoria. A partida foi emocionante e cheia de reviravoltas. No primeiro tempo, a Alemanha dominou o jogo e teve várias oportunidades de gol. Na segunda etapa, a equipe alemã abriu uma vantagem de 2 a 0, mas permitiu que a França empatasse no final do jogo, mesmo jogando com um jogador a menos. Nos pênaltis, a Alemanha teve duas chances para garantir o título e não desperdiçou. O goleiro Heide fez duas defesas e Kabar converteu o pênalti decisivo.

Com essa conquista inédita, a seleção alemã confirma o bom momento das categorias de base e reforça a necessidade de uma reformulação na equipe principal, que vem enfrentando dificuldades nos últimos tempos. Durante o torneio, a Alemanha se destacou ao se classificar em primeiro lugar no Grupo F e eliminar seleções fortes como Estados Unidos, Espanha e Argentina, que foi responsável por eliminar o Brasil. A vitória sobre os argentinos também foi decidida nos pênaltis. Já a França, que ficou em terceiro lugar no último Mundial Sub-17, acabou ficando com o vice-campeonato. A equipe francesa perdeu a oportunidade de conquistar o bicampeonato, já que venceu o torneio em 2001, derrotando a Nigéria.

Durante a partida, a Alemanha mostrou superioridade desde o início, chegando a ter um gol anulado logo aos dois minutos. O árbitro marcou impedimento e anulou o lance. A equipe alemã continuou dominando o jogo e marcou o primeiro gol aos 28 minutos, em um pênalti convertido por Brunner. Com a vantagem no placar, a Alemanha manteve o controle da partida e foi para o intervalo em vantagem. No segundo tempo, a França precisou se lançar ao ataque e acabou sendo castigada. Aos cinco minutos, a Alemanha ampliou a vantagem com um gol de Darvich. A França não se abateu e conseguiu diminuir o placar aos sete minutos, com um gol de Bouabré. A equipe francesa pressionou em busca do empate e conseguiu aos 39 minutos, com um gol de Amougou. O jogo terminou empatado e foi para os pênaltis. Nas cobranças de penalidade, a Alemanha começou perdendo, mas se recuperou com duas defesas do goleiro Heide e um chute na trave. Kabar converteu o pênalti decisivo e garantiu o título inédito para a Alemanha.

Que você achou desse assunto?

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

- Publicidade -

ASSUNTOS RELACIONADOS

STJ marca data do julgamento de Robinho

A data para o julgamento de Robinho no Brasil foi marcada para o dia 20 de março pelo Superior Tribunal de Justiça (STJ). Ele foi sentenciado em última instância a nove anos de prisão na Itália pelo crime de estupro contra uma mulher da Albânia em uma boate em Milão, em 2013. A pedido da

Vitor Pereira rebate críticas de Fábio Santos e o chama de ‘covarde’: ‘Tem que me agradecer’

O técnico Vitor Pereira chamou o lateral-esquerdo recém-aposentado Fábio Santos de covarde ao rebater as declarações do ex-jogador sobre o período em que trabalharam juntos no Corinthians. “Andou oito meses sorrindo para mim e para minha comissão técnica, de aparente boa relação com todos. E vem agora, após esse tempo todo, dar essa entrevista covarde. Pois

Thiago Wild vence filho de argentino que eliminou Brasil na Copa de 90

O tenista brasileiro Thiago Wild estreou com maestria no Torneio de Santiago, no Chile, nesta terça-feira, 27. O tenista desqualificou o argentino Roman Andrés Burruchaga em sets corridos, com um duplo 6/4. Roman é filho do meia-atacante Jorge Burruchaga, campeão mundial em 1986 e que contribuiu para a derrota da seleção brasileira na Copa do