Adolescente suspeito de matar a mãe na Espanha já tinha fingido rapto

Publicado em

Tempo estimado de leitura: < 1 minuto

Um dos adolescentes suspeitos de matar a mãe em Castro Urdiales, na comunidade espanhola da Cantábria, já havia simulado um rapto cerca de dois anos atrás, de acordo com informações da imprensa espanhola.

A Telecinco relatou que o irmão mais velho, agora com 15 anos, deixou a casa em 2022 sem avisar o irmão mais novo e os pais, sendo encontrado pela Guardia Civil em uma estrada, sozinho. Ao relatar às autoridades, o menor de origem russa afirmou ter sido sequestrado, mas conseguiu escapar.

É importante destacar que, após o crime recente, os dois irmãos, de 13 e 15 anos, ligaram para a avó materna alegando terem sido raptados, admitindo posteriormente terem sido responsáveis pela morte da mãe.

O adolescente confessou posteriormente que cometeu o homicídio porque foi agredido por ter obtido más notas na escola. Atualmente, uma investigação está em andamento para determinar se os irmãos, ambos adotados, eram vítimas de violência doméstica.

O caso ocorreu na noite de quarta-feira, quando a mulher de 48 anos foi encontrada morta na parte de trás de seu carro, na garagem da família, exibindo sinais de violência. A vítima estava amordaçada, e sacos de lixo cobriam parcialmente o corpo. A investigação preliminar sugere que a morte foi causada por uma facada no pescoço.

O jovem de 15 anos está detido em um centro de reeducação, onde permanecerá por pelo menos seis meses como o principal suspeito do crime. Já o irmão mais novo, de 13 anos, considerado inimputável segundo a Lei do Menor espanhola, foi encaminhado a um centro de proteção de menores.

Leia Também: Dois adolescentes matam a mãe adotiva; colegas “totalmente chocados”

 

Que você achou desse assunto?

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

- Publicidade -

ASSUNTOS RELACIONADOS

Juiz que ordenou multa de milhões a Trump recebe envelope com pó branco

Um envelope que continha um pó branco e que estava enderençado ao juiz que considerou Donald Trump culpado num caso de fraude gerou momentos de pânico num tribunal em Nova York, nos Estados Unidos. De acordo uma fonte próxima da situação, citada pelas publicações internacionais, o envelope nunca chegou ao juiz e questão, Arthur Engoron.

Morre Cat Janice, cantora que viralizou com música para garantir o futuro do filho

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Cat Janice, a cantora que viralizou em janeiro com música feita para o filho, morreu nesta quarta-feira (28) aos 33 anos. A notícia foi divulgada pelo seu perfil nas redes sociais. Ela enfrentava um câncer no pulmão desde julho do ano passado. "Na manhã de hoje, na casa onde passou

Médica doa a herança para pagar mensalidades de estudantes; veja a reação

Alunos da Faculdade de Medicina Albert Einstein em Nova York não pagarão mais mensalidade. A doação de US$ 1 bilhão (aproximadamente R$ 4,9 bilhões) feita por Ruth Gottesman, ex-professora da instituição, foi anunciada na segunda-feira (26) e emocionou os estudantes. De acordo com NBC, a ex-professora, de 93 anos, espera que a medida permita que