Pagamento do Bolsa Família será testado com moeda digital do Banco Central

Publicado em

Tempo estimado de leitura: < 1 minuto


drex

A Caixa Econômica Federal anunciou nesta segunda-feira, 26, que iniciará o teste para o pagamento do Bolsa Família por meio da moeda digital do Banco Central, o Drex. A novidade foi comunicada pelo superintendente nacional Rafael Dias Silva durante um evento organizado pela Microsoft e pela Hamsa em São Paulo. De acordo com o dirigente, a iniciativa visa possibilitar que as pessoas recebam o benefício de forma offline, sem a necessidade de deslocamento, o que beneficiaria a população que vive em regiões remotas do país. Além disso, a proposta pretende movimentar as economias locais, favorecendo pequenos empresários e comerciantes. Com a implementação do real digital a expectativa é que 5% dos benefícios possam utilizar a tecnologia. O Drex, que ainda se encontra na fase de testes, é uma representação da moeda brasileira e foi criado para facilitar o acesso aos serviços financeiros, além de reduzir custos de produtos como empréstimos e seguros.

cta_logo_jp
Siga o canal da Jovem Pan News e receba as principais notícias no seu WhatsApp!

*Reportagem produzida com auxílio de IA

Que você achou desse assunto?

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

- Publicidade -

ASSUNTOS RELACIONADOS

Reforma tributária propõe cashback de até 50% em contas de luz, água e gás

A proposta de regulamentação da reforma tributária traz um benefício inovador para as famílias de baixa renda: o “cashback” de até 50% dos tributos em contas de luz, água, esgoto e gás natural, e de até 100% na compra de gás de botijão. A medida visa garantir a devolução de parte dos tributos pagos por

Haddad entrega projeto de regulamentação da reforma tributária no Congresso Nacional

O ministro da Fazenda, Fernando Haddad, esteve no Congresso Nacional nesta quarta-feira (24) para entregar o primeiro projeto de lei que regulamenta a reforma tributária, aprovada no ano anterior e promulgada pelo Legislativo. A proposta visa simplificar o sistema tributário brasileiro, considerado um dos mais complexos do mundo. O PL, composto por cerca de 300

PF investiga desvio de R$ 14 milhões de ministério e TSE após invasão de sistema

A Polícia Federal investiga a invasão ao Sistema Integrado de Administração Financeira do Governo Federal (Siafi), que serve para pagar servidores públicos, fornecedores e efetuar transferências oficiais para Estados e municípios. A suspeita é de R$ 14 milhões em dinheiro público que deveria ir para uma empresa de tecnologia do governo federal foi desviado do