Seleção brasileira de basquete é superada pela Alemanha e fica fora da 2ª olimpíada seguida

Publicado em

Tempo estimado de leitura: < 1 minuto


fotografia 2 6

O basquete feminino do Brasil também não estará nos Jogos Olímpicos de Paris-2024. A seleção nacional teve a oportunidade de hospedar o Pré-Olímpico e escolheu a quente Manaus para buscar um triunfo diante de Austrália, Sérvia ou Alemanha, já que eram três vagas para quatro candidatas. Contudo, a equipe falhou na missão ao fechar sua participação com a terceira derrota seguida no Mangueirinho, desta vez diante das alemãs, por 73 a 71. A equipe verde e amarela já não havia se classificado para os Jogos de Tóquio-2020 e teve chance de ouro ao abrir 10 pontos sobre a Sérvia no sábado, 10, e não aproveitou. No domingo, a Alemanha iniciou o jogo logo com 11 a 0. A seleção feminina brasileira até virou o placar, mas falhou no fim na hora de abrir a vantagem necessária.

*Com Estadão Conteúdo

 

 

Que você achou desse assunto?

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

- Publicidade -

ASSUNTOS RELACIONADOS

STJ marca data do julgamento de Robinho

A data para o julgamento de Robinho no Brasil foi marcada para o dia 20 de março pelo Superior Tribunal de Justiça (STJ). Ele foi sentenciado em última instância a nove anos de prisão na Itália pelo crime de estupro contra uma mulher da Albânia em uma boate em Milão, em 2013. A pedido da

Vitor Pereira rebate críticas de Fábio Santos e o chama de ‘covarde’: ‘Tem que me agradecer’

O técnico Vitor Pereira chamou o lateral-esquerdo recém-aposentado Fábio Santos de covarde ao rebater as declarações do ex-jogador sobre o período em que trabalharam juntos no Corinthians. “Andou oito meses sorrindo para mim e para minha comissão técnica, de aparente boa relação com todos. E vem agora, após esse tempo todo, dar essa entrevista covarde. Pois

Thiago Wild vence filho de argentino que eliminou Brasil na Copa de 90

O tenista brasileiro Thiago Wild estreou com maestria no Torneio de Santiago, no Chile, nesta terça-feira, 27. O tenista desqualificou o argentino Roman Andrés Burruchaga em sets corridos, com um duplo 6/4. Roman é filho do meia-atacante Jorge Burruchaga, campeão mundial em 1986 e que contribuiu para a derrota da seleção brasileira na Copa do