Youtuber é condenada a 30 anos de prisão por abuso infantil

Publicado em

Tempo estimado de leitura: < 1 minuto

Ruby Franke, a norte-americana que fornecia orientação parental no Youtube, foi sentenciada a uma pena de até 60 anos de prisão por quatro crimes de abuso agravado de crianças. Ela cumprirá uma pena efetiva de até 30 anos, o tempo máximo por acumulação jurídica no estado de Utah.

A acusação incluía quatro crimes de abuso agravado de crianças, conforme relatado pelo ABC News. Em tribunal, Ruby, de 42 anos, respondeu com pesar: “Com o meu mais profundo pesar e tristeza pela minha família e pelos meus filhos, culpada.”

A detenção de Ruby ocorreu em agosto do ano passado por abuso infantil, depois que um dos filhos, de 12 anos, denunciou maus-tratos. Na ocasião, o menor pulou uma janela e buscou refúgio na casa de um vizinho, onde pediu água e comida. O vizinho percebeu que a criança tinha fita adesiva nos tornozelos e pulsos, alertando as autoridades.

Conforme um comunicado do Departamento de Segurança Pública de Santa Clara-Ivins, a criança estava “extremamente magra e desnutrida, com feridas abertas e fita adesiva ao redor das extremidades”. Uma menina de 10 anos também foi encontrada posteriormente, sofrendo de desnutrição.

Antes da prisão, as autoridades já haviam sido chamadas à casa da youtuber quando uma vizinha notou que os seis filhos de Ruby tinham ficado sozinhos em casa por vários dias.

O canal de Ruby, ‘8 Passengers’, foi criado no Youtube em 2015 e contava com 2,3 milhões de assinantes, que acompanhavam o estilo de vida da família, membros da Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias.

Leia Também: Youtuber que dava conselhos a pais confessa abuso infantil de filhos

 

Que você achou desse assunto?

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

- Publicidade -

ASSUNTOS RELACIONADOS

Dois helicópteros da Marinha do Japão caem no oceano e deixam um morto e sete desaparecidos

Dois helicópteros da Marinha do Japão, transportando oito tripulantes, caíram no Oceano Pacífico durante um voo noturno de treinamento na madrugada deste domingo, 21. O incidente ocorreu quando os helicópteros SH-60K da Força de Autodefesa Marítima perderam contato perto da ilha de Torishima, aproximadamente 600 quilômetros ao sul de Tóquio. O Ministro da Defesa do

Equador vai às urnas em referendo que pode reforçar segurança em meio a espiral de violência

Os equatorianos vão às urnas neste domingo (21), para um referendo que pode mudar a maneira que o Equador luta contra o narcotráfico em meio a uma espiral de violência nos últimos anos. A maioria das 11 perguntas feitas aos eleitores no referendo se concentra no reforço das medidas de segurança. As propostas incluem a mobilização

Colisão de helicópteros deixa pelo menos um morto e desaparecidos no Japão

SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) - Uma pessoa morreu e pelo menos sete estão desaparecidas após dois helicópteros militares colidirem no Japão. A colisão ocorreu a 270 quilômetros da Ilha de Toshima, no Oceano Pacífico, no sábado (20). Quatro pessoas estavam em cada helicóptero, segundo a agência de notícias NHK. Os helicópteros, modelo SH-60K, são da