Entenda regras do TSE para uso de inteligência artificial nas eleições

Publicado em

Tempo estimado de leitura: 2 minutos

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) aprovou na última terça-feira (27) as 12 resoluções eleitorais com as regras finais para a eleição municipal de outubro. O passo é obrigatório e deve ser realizado até 5 de março, no ano do pleito.

Por meio desses normativos, os ministros do TSE buscam adaptar o processo eleitoral às mudanças na realidade, embora sempre limitados ao que prevê a legislação eleitoral e a Constituição.

Com os avanços tecnológicos cada vez mais rápidos, neste ano foram alvo de preocupação temas que na eleição anterior sequer estavam no radar. Um exemplo é a inteligência artificial (IA) e seu potencial de turbinar problemas já de difícil controle, como as notícias falsas e a desinformação sobre o processo eleitoral.

Diante da inércia do Congresso em regulamentar o tema, a Justiça Eleitoral decidiu colocar balizas ao uso da IA nas eleições, de modo a tentar proteger a decisão bem informada do eleitor.

As medidas foram bem recebidas pela comunidade jurídica, que viu na iniciativa uma tentativa de adequar o tempo mais lento da criação de normas à velocidade acelerada das atualizações tecnológicas.

“É uma corrida contínua, onde a tecnologia, os métodos de manipulação, evoluem exponencialmente, então as estratégias de defesa devem ser igualmente dinâmicas”, ressalta o advogado Alexander Coelho, especialista em direito digital e proteção de dados.

Há dúvidas sobre a eficácia das regras ante manipulações cada vez mais realistas, mas a avaliação é que, uma vez havendo normas, fica mais fácil outros atores sociais auxiliarem a Justiça Eleitoral na fiscalização das campanhas.

“Muitos casos vão chegar à Justiça por meio dos advogados dos candidatos e partidos”, aposta o professor e advogado Renato Ribeiro de Almeida, coordenador acadêmico da Associação Brasileira de Direito Eleitoral e Político (Abradep). “Com certeza teremos eleições muito judicializadas, seguindo a tendência de pleitos anteriores”, acrescenta.

Leia Também: Apple cancelou modelo do Apple Watch com tela mais moderna

Que você achou desse assunto?

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

- Publicidade -

ASSUNTOS RELACIONADOS

Missão Hubble celebra 34 anos com nova fotografia de galáxia

Em 24 de abril de 1990, o Telescópio Espacial Hubble foi lançado, dando início a uma missão que já dura 34 anos. Para celebrar o aniversário de hoje, os pesquisadores responsáveis pelo Hubble decidiram divulgar uma nova imagem da galáxia conhecida como Messier 76, situada a aproximadamente 3.400 anos-luz de distância da Terra. Os cientistas

Senado dos EUA aprova projeto que pode proibir TikTok no país

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O Senado dos Estados Unidos aprovou nesta terça-feira (23) um projeto de lei que pode proibir o TikTok no país se a ByteDance, empresa chinesa que controla o aplicativo, não passar o comando da plataforma a um proprietário americano. A medida foi aprovada como parte de um pacote mais amplo

AGU diz ao STF que há indícios de crime no ‘Twitter Files’

A Advocacia-Geral da União (AGU) enviou nesta terça-feira, 23, ao Supremo Tribunal Federal (STF) uma "notícia de fato" com informações que apontam uma "provável ocorrência de crime contra o Estado Democrático de Direito" na divulgação de informações sigilosas pelo jornalista americano Michael Shellenberger em seu perfil no X - os chamados "Twitter Files". A AGU