Filho de Gal Costa pede exumação do corpo da cantora para investigar causa da morte

Publicado em

spot_img
Tempo estimado de leitura: < 1 minuto

O jovem Gabriel Costa de 18 anos, filho da cantora Gal Costa, entrou com um pedido na Justiça para a exumação do corpo da mãe. As informações são da colunista Mônica Bergamo, do jornal ‘Folha de S.Paulo’.

 

De acordo com a publicação, Gabriel pede para que seja realizada uma necrópsia no corpo para que a verdadeira causa da morte da mãe seja estabelecida. Segundo a colunista, a petição foi apresentada na quarta-feira (13).

 

Gal Costa morreu em novembro de 2022 e na época, a causa da morte demorou a ser revelada. Na certidão de óbito da baiana foi informado que ela foi vítima de um infato agudo do miocárdio e que estava com câncer de cabeça e pescoço.

 

O filho da artista trava uma batalha na Justiça contra Wilma Petrillo, ex-empresária de Gal e ex-companheira da artista. O rapaz busca ter direito à herança deixada pela cantora desde que completou 18 anos.

 

Gabriel discorda de Wilma Petrillo, viúva da artista, que pede reconhecimento de união estável para também reivindicar sua parte nos bens. Segundo o jovem, Wilma era apenas empresária de Gal e madrinha dele –e, por isso, não teria qualquer direito.

Que você achou desse assunto?

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

- Publicidade -

ASSUNTOS RELACIONADOS

Mulher é encontrada morta após provocar e levar soco de torcedor do Bahia

O corpo de Sione Matos dos Santos, de 46 anos, foi encontrado dentro de casa, na noite desta segunda-feira (27), na localidade do Bairro da Paz, em Salvador. Informações preliminares apontam que ela teria sido agredida em um bar na noite de domingo (26), após brincar com um homem sobre a eliminação do Bahia na

Doações a ONG teriam sido usadas em campanha defendida por Dallagnol

Em conversas que integram os documentos da Operação Spoofing, obtidas por meio de um ataque hacker, Bruno Brandão, diretor da organização não governamental (ONG) Transparência Internacional (TI) Brasil, de combate à corrupção, trocou mensagens com o ex-procurador Deltan Dallagnol (foto em destaque), em 2017, sobre uma possível doação à instituição que teria parte revertida em prol

Moraes rejeita recurso e mantém inelegibilidade de Bolsonaro e Braga Netto

  O presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministro Alexandre de Moraes, rejeitou o recurso contra a inelegibilidade do ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) e de seu vice, Walter Braga Netto. Com a decisão de Moraes de sexta-feira (24) e publicada neste domingo (26), tanto Bolsonaro quanto Braga Netto continuam inelegíveis.    Eles foram condenados anteriormente