Homem condenado a morte por homicídio é libertado após 30 anos

Publicado em

spot_img
Tempo estimado de leitura: < 1 minuto

Um homem de 54 anos, que foi condenado à morte pelo homicídio de uma mulher, acabou libertado… 30 anos depois.

Segundo a ABC News, Daniel Gwynn foi libertado da prisão no estado da Pensilvânia, nos Estados Unidos, após a justiça norte-americana ter encontrado falhas na investigação à morte que culminou na sua condenação.

“A exoneração de Daniel Gwynn hoje liberta um homem que é provavelmente inocente”, disse o procurador do distrito de Filadélfia, Larry Krasner, em comunicado. “Infelizmente, também exemplifica uma era de policiamento e acusação inexatos e, por vezes, corruptos, que quebraram a confiança junto das comunidades até aos dias que correm”, continuou.

O caso remonta a 20 de novembro de 1994, quando uma mulher em situação de rua, chamada Marsha Smith, morreu após um incêndio num prédio vazio onde ela ficava. Gwynn e outras três pessoas estavam no mesmo prédio, na ocasião.

A acusação baseou-se nos testemunhos de duas pessoas, que apresentaram falhas, e uma confissão do próprio Gwynn, que era inconsistente com os dados sobre como começou o incêndio.

Mais, argumentou-se que os seus direitos constitucionais foram violados, já que não lhe foram fornecidas informações sobre um suspeito alternativo, que foi identificado por testemunhas.

“A condenação injusta de Daniel Gwynn, e sua prisão injusta por quase três décadas, é um conto preventivo de visão de túnel no policiamento e na acusação. Não apenas os direitos do Sr. Gwynn foram violados no julgamento, mas a sua condenação e sentença ao corredor da morte provavelmente permitiram que a pessoa realmente responsável escapasse da responsabilidade”, disse o especialista David Napiorski, em comunicado.

Que você achou desse assunto?

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

- Publicidade -

ASSUNTOS RELACIONADOS

“Escalada chocante”: escola judaica em Toronto é alvo de tiros

Pouco antes das 05h00 da madrugada de sábado (25), foram disparados tiros contra a escola primária feminina Bais Chaya Mushka, no bairro de North York, no norte da cidade de Toronto, no Canadá, disse o inspetor da polícia Paul Krawczyk, numa conferência de imprensa. Os suspeitos saíram de um veículo de cor escura e "abriram

Expectativa de vida mundial volta para patamar de 2012 por causa da Covid-19

Quatro anos depois de a Covid-19 ser declarada uma pandemia pela Organização Mundial da Saúde (OMS), um novo relatório foi divulgado, trazendo à luz o profundo impacto que a doença teve na expectativa de vida em todo o mundo. De acordo com o informe anual da OMS, houve uma redução significativa na expectativa de vida

Israel bombardeia Rafah apesar de ordem do Tribunal de Haia e anuncia ‘intenção’ de retomar negociações

Israel bombardeou a cidade de Rafah neste sábado (25), considerada crucial em sua guerra contra o Hamas, apesar da ordem da Corte Internacional de Justiça (CIJ) para suspender as operações na região sul da Faixa de Gaza. Testemunhas relataram bombardeios israelenses em Rafah, Khan Yunis, também no sul, e na Cidade de Gaza, no norte.