Vídeo: mulher cai na pista e morre atropelada por ônibus em Samambaia

Publicado em

spot_img
Tempo estimado de leitura: < 1 minuto

Uma mulher de 57 anos morreu, na noite desta sexta-feira (15/3), após ser atropelada por um ônibus em uma via pública da QN 210, em Samambaia. A vítima andava na calçada, acabou se desequilibrando e caindo na pista. Ela sofreu um esmagamento de crânio causado pelas rodas do veículo.

Veja vídeo da ocorrência:

Uma equipe do Corpo de Bombeiros Militar do Distrito Federal (CBMDF) foi acionada para prestar socorro, mas a mulher já estava morta no local. O motorista do ônibus informou que ouviu um barulho, parou o veiculo e verificou o acidente. A Polícia Militar do DF (PMDF) foi acionada para o local.

Que você achou desse assunto?

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

- Publicidade -

ASSUNTOS RELACIONADOS

Rodoviários e patrões se reunirão no TRT na próxima segunda para discussão sobre dissídio coletivo

Em mais uma tentativa de impedir uma greve geral no transporte público de Salvador, o Sindicato dos Rodoviários e a Integra, associação que representa as empresas de ônibus, terão uma audiência de conciliação do dissídio coletivo no Tribunal Regional do Trabalho (TRT-5) na próxima segunda-feira (27) às 11 horas.    A segunda reunião da mediação

Carro de presidente da Câmara de SAJ é encontrado em Itaparica

O veículo do presidente da Câmara de Santo Antônio de Jesus, Francisco de Assis Lima Damasceno, Chico de Dega (MDB), foi localizado na ilha de Itaparica, nesta sexta-feira (24), segundo informações obtidas com exclusividade pelo Blog do Valente, parceiro do Bahia Notícias.   Segundo informações, os criminosos atravessaram o ferry-boat saindo de Salvador em direção

TJSP nega novo pedido de liberdade e mantém motorista do Porsche preso

São Paulo – O Tribunal de Justiça de São Paulo (TJSP) decidiu manter a prisão do empresário Fernando Sastre Filho, de 24 anos, que é acusado de dirigir embriagado, bater seu Porsche em alta velocidade e provocar a morte de um motorista de aplicativo na zona leste de São Paulo. O julgamento sobre o novo