Após críticas por comunicado neutro, ministro das Relações Exteriores diz que Brasil ‘condena qualquer ato de violência’

Publicado em

spot_img
Tempo estimado de leitura: 2 minutos


agf20240415085

O ministro das Relações Exteriores, Mauro Vieira, falou nesta segunda-feira (15) sobre a posição do Brasil em relação aos ataques do Irã contra Israel, afirmando que o país condena qualquer ato de violência e apela sempre ao entendimento entre as partes envolvidas. Essa declaração ocorreu durante uma entrevista coletiva em conjunto com a chanceler argentina, Diana Mondino, que está em visita ao Brasil. Vieira explicou que a nota emitida pelo Itamaraty na noite do ataque refletia o momento em que as informações ainda estavam se desdobrando e a extensão dos eventos não estava completamente clara. “Ela foi feita à noite, às 23h, quando todo o movimento começou. E nós manifestamos o temor de que o assunto, o início da operação, pudesse contaminar outros países”, disse Vieira. O comunicado expressava a “grave preocupação” do Itamaraty com os relatos de envio de drones e mísseis do Irã em direção a Israel e fazia um apelo por “máxima contenção” para evitar uma escalada no conflito, mas não condenou diretamente Teerã.

A posição adotada pelo Brasil gerou críticas de entidades judaicas e do embaixador de Israel no Brasil, Daniel Zonshine. Em entrevista ao programa Tá na Roda, da Jovem Pan News, o diplomata declarou que esperava mais contundência do governo brasileiro. “Não houve nenhuma condenação contra esse ataque brutal e direto de Irã para Israel. Falta um tipo de condenação mais clara contra esse tipo de ataque”, disse o diplomata. O governo brasileiro não ofereceu nenhuma previsão sobre a possibilidade de emitir um novo posicionamento diante da tensão no Oriente Médio. Durante a coletiva, o ministro reafirmou que o foco do Itamaraty era evitar declarações que pudessem agravar a situação.

Que você achou desse assunto?

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

- Publicidade -

ASSUNTOS RELACIONADOS

Governo de Papua-Nova Guiné eleva para 2.000 estimativa de mortos após deslizamento de terra

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O governo de Papua-Nova Guiné afirmou à ONU (Organização das Nações Unidas) que estima haver mais de 2.000 pessoas soterradas após um deslizamento de terra em vilarejos ao norte do país da Oceania, na última sexta-feira (24). "O deslizamento (...) causou grande destruição em construções e plantações e teve um

Justiça da Argentina ordena que governo Milei distribua alimentos às cozinhas comunitárias

A justiça da Argentina ordenou, nesta segunda-feira (27), a distribuição oficial às cozinhas comunitárias de toneladas de alimentos armazenadas em depósitos do Ministério do Capital Humano, mas o governo de Javier Milei anunciou que vai recorrer da decisão porque se trata de reservas “para catástrofes”. “Diante deste grupo que sofre agudamente de insegurança alimentar e

Menino de 15 anos com distúrbio neurológico é atacado por urso nos EUA

SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) - Um menino de 15 anos, que possui distúrbio neurológico raro, foi atacado por um urso-negro dentro de casa, no Arizona (EUA). Brigham Hawkins estava assistindo a um vídeo no YouTube. O garoto foi surpreendido pelo animal, que veio por trás e o atacou duas vezes em seu rosto. O animal