Ataque com faca em shopping da Austrália deixa ao menos 7 mortos

Publicado em

spot_img
Tempo estimado de leitura: 2 minutos

Pelo menos sete pessoas morreram após um homem ter esfaqueado cerca de uma dezena de pessoas num centro comercial em Sydney, na Austrália. O atacante foi abatido pelas autoridades.

O ataque à faca correu no centro comercial Westfield, em Bondi Junction, em Sydney, que foi encerrado, tendo a polícia australiana aconselhado as pessoas a evitarem a área.

O comissário adjunto da polícia, Anthony Cooke, confirmou, em conferência de imprensa, que oito pessoas ficaram feridas e seis morreram, incluindo o atacante. Entretanto, o número de vítimas mortais aumentou para sete.

Segundo o The Guardian, a sétima vítima mortal é a mãe do bebê de nove meses, que sucumbiu aos ferimentos no hospital. A criança também ficou ferida.

Cooke confirmou ainda que o agressor foi morto a tiros por um agente da polícia que se encontrava nas proximidades. “Disparou uma arma de fogo e essa pessoa está agora morta”, frisou.

“A partir de investigações preliminares”, o comissário adjunto da polícia afirmou ainda que “parece que a pessoa agiu sozinha”. “Estou satisfeito por não haver ameaça contínua”, acrescentou.

Sobre o motivo que levou ao ataque, Cooke afirmou que “não há nada que possa indicar qualquer motivo ou qualquer ideologia”. No entanto, após ser questionado por um repórter se a polícia estava descartando a hipótese de terrorismo, respondeu: “Não estamos descartando nada”.

Após o incidente, centenas de pessoas foram retiradas do centro comercial, embora algumas tenham ficado presas, revela a emissora estatal ABC.

O primeiro-ministro australiano, Anthony Albanese, já reagiu aos “acontecimentos devastadores ocorridos em Bondi Junction”, na rede social X.

“Tragicamente, foram registradas várias vítimas e os primeiros pensamentos de todos os australianos estão com as pessoas afetadas e os seus entes queridos”, lê-se na nota. 

(Notícia atualizada às 08h55)

Imagens partilhadas nas redes sociais mostram o aparato junto e dentro do centro comercial.

 

Leia Também: Ação em terra Yanomami apreende materiais do garimpo e antenas de Musk

Que você achou desse assunto?

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

- Publicidade -

ASSUNTOS RELACIONADOS

Agência da ONU estima mais de 670 mortos por deslizamento em Papua-Nova Guiné

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O deslizamento de terra que atingiu vilarejos ao norte de Papua-Nova Guiné, na Oceania, na última sexta-feira (24) pode ter deixado mais de 670 mortos, afirmou a OIM (Organização Internacional para as Migrações) das Nações Unidas neste domingo (26). A estimativa da agência da ONU (Organização das Nações Unidas) dobra

Hamas afirma ter realizado ataque com foguetes contra Israel

O braço armado do Hamas, as Brigadas al-Qassam, anunciaram, este domingo, o lançamento de uma "enorme onda de foguetes" contra Telaviv, em Israel, quando as forças armadas israelitas faziam soar as sirenes no centro da cidade, alertando para a possibilidade de lançamento de foguetes. As Brigadas al-Qassam, através de um comunicado publicado no seu canal

Brasileiro refém do Hamas é enterrado em Israel

Michel Nisembaum, brasileiro de 59 anos, foi enterrado em Ashkelon, Israel, após desaparecer durante ataque do Hamas. Seu corpo foi encontrado pelo Exército israelense na última sexta-feira (24), juntamente com os corpos de Orión Hernández Radoux e Hanan Yablonka. Segundo o jornal Times of Israel, durante a cerimônia, a filha do brasileiro, Chen, se pronunciou: