Bebê dada como morta ‘ressuscita’ no funeral, mas morre uma semana depois

Publicado em

spot_img
Tempo estimado de leitura: < 1 minuto

Milagro de Jesús, uma bebê prematura nascida no dia 12 de abril no Hospital Regional da Ciudad del Este, no Paraguai, foi dada como morta assim que nasceu. Pesando apenas 400 gramas, a menina teve seu óbito declarado após cesariana realizada às 12h00 do dia, conforme o jornal La Nación.

O corpo foi entregue à família para o velório e funeral. No entanto, no dia seguinte, ao abrirem o caixão, a família se deparou com Milagro ainda respirando. A bebê foi levada ao Hospital Regional, onde sua condição de vida foi confirmada. Em seguida, ela foi transferida para o Hospital Le Blanc, onde ficou internada na unidade de cuidados intensivos da neonatologia.

Infelizmente, Milagro não resistiu e faleceu na última sexta-feira (19 de abril), uma semana após o nascimento. A causa da morte ainda está sendo investigada, mas o diretor do Hospital Regional, Federico Schrodel, acredita que a menina pode ter sofrido um caso de catalepsia.

A mãe de Milagro, uma jovem de 21 anos, ainda se encontra internada em uma unidade de cuidados intensivos.

Leia Também: Bebê é retirada viva do ventre da mãe morta em ataque aéreo em Gaza

Que você achou desse assunto?

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

- Publicidade -

ASSUNTOS RELACIONADOS

Trump diz que Rússia libertará jornalista dos EUA preso caso vença eleição

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O candidato republicano à presidência dos Estados Unidos, Donald Trump, disse nesta quinta-feira (23) que vai usar sua relação pessoal com o presidente russo, Vladimir Putin, para conseguir a soltura do jornalista Evan Gershkovich, do Wall Street Journal. Trump disse em uma publicação de sua rede social, a Truth Social

Lula lamenta morte de brasileiro sequestrado pelo Hamas

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva lamentou, por meio das redes sociais, a morte do brasileiro Michel Nisembaum, de 59 anos. O Exército israelense anunciou nesta sexta-feira (24) que recuperou os corpos de três reféns sequestrados em outubro de 2023 pelo grupo palestino Hamas, entre eles, o de Nisembaum. O presidente disse que o

Cineasta que fugiu a pé do Irã estreia filme sobre resistência no Festival de Cannes

O cineasta iraniano Mohammad Rasoulof causou comoção no Festival de Cannes nesta sexta-feira (24) com a exibição do filme “The seed of the sacred fig”, que concorre à Palma de Ouro deste ano. O longa é uma homenagem à resistência do povo iraniano e especialmente das mulheres. Foi uma das estreias de maior suspense de