Colisão de helicópteros deixa pelo menos um morto e desaparecidos no Japão

Publicado em

spot_img
Tempo estimado de leitura: < 1 minuto

SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) – Uma pessoa morreu e pelo menos sete estão desaparecidas após dois helicópteros militares colidirem no Japão.

A colisão ocorreu a 270 quilômetros da Ilha de Toshima, no Oceano Pacífico, no sábado (20). Quatro pessoas estavam em cada helicóptero, segundo a agência de notícias NHK.

Os helicópteros, modelo SH-60K, são da Força Marítima de Autodefesa do Japão. Eles faziam um treinamento para combater submarinos no momento do acidente.

A pessoa que morreu chegou a ser retirada da água com vida. Ela recebeu os primeiros socorros, mas morreu no hospital, informaram as autoridades.

Sete desaparecidos são procurados. As identidades deles não foram divulgadas, mas todos eram militares, segundo informação preliminar da imprensa local.

Os destroços foram encontrados na manhã deste domingo (21). O Ministério da Defesa afirmou que recuperou os registros das viagens, o que deve ajudar nas investigações.

Leia Também: Médica que enfrentou epidemia de ebola em 2014 diz estar ’em paz’ com vírus

Que você achou desse assunto?

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

- Publicidade -

ASSUNTOS RELACIONADOS

Ataque a campo de refugiados de Gaza foi ‘incidente trágico’, diz Netanyahu

SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) - O primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, afirmou que o ataque de Israel ao campo de refugiados de Rafah foi "incidente trágico". Ao menos 45 pessoas morreram. Premiê afirmou que ataque a Rafah será investigado. Ao Parlamento de Israel, Netanyahu afirmou que o país retirou "um milhão de moradores que não

Israel é criticado por comunidade internacional por ataque em Rafah, e EUA pedem precauções para proteger os civis

A Casa Branca disse estar impactada com o bombardeio israelense em Rafah, na Faixa de Gaza, que deixou ao menos 45 pessoas mortas, e pediu para que Israel tome precauções para proteger os civis. “Deixamos claro que Israel deve tomar todas as precauções possíveis para proteger os civis”, disse um porta-voz do Conselho de Segurança

Macron apela por uma Europa forte e soberana, visando ‘defesa e segurança’ diante da ameaça russa

O presidente francês, Emmanuel Macron, fez um apelo na Alemanha, nesta segunda-feira (27), para que se tenha uma Europa mais forte e soberana como garantia da paz, prosperidade e democracia, em um momento que o velho continente atravessa “um momento sem precedentes na sua história” e, diante da ameaça russa, deve pensar na sua própria