Conselho de Segurança da ONU se reúne neste domingo por ataque do Irã a Israel

Publicado em

spot_img
Tempo estimado de leitura: < 1 minuto


000 34nm2w4

O Conselho de Segurança da ONU foi convocado em caráter de urgência neste domingo, atendendo a uma solicitação de Israel, um dia após o Irã lançar mais de 200 drones e mísseis contra o território israelense em retaliação a um ataque ao seu consulado na Síria. A presidência rotativa do Conselho, atualmente ocupada por Malta, anunciou que a reunião está prevista para as 16h locais (17h de Brasília). O embaixador israelense na ONU, Gilad Erdan, solicitou a reunião urgente para condenar o Irã por essa ação e pediu ao Conselho que designe a Guarda Revolucionária iraniana como organização terrorista. Ele enfatizou a necessidade de medidas concretas contra a ameaça representada pelo Irã, descrevendo o ataque como uma escalada grave e perigosa.

No sábado, o Irã lançou mais de 200 drones e mísseis contra Israel em resposta a um suposto ataque israelense ao seu consulado em Damasco, na Síria. Este foi o primeiro ataque direto realizado pela República Islâmica contra Israel. Teerã culpa Israel pelo ataque ao consulado e acusou o exército comandado por Benjamin Netanyahu de destruir a sede diplomática e matar dois altos oficiais da Guarda Revolucionária. Israel não confirmou nem negou sua responsabilidade no incidente.

Que você achou desse assunto?

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

- Publicidade -

ASSUNTOS RELACIONADOS

Agência da ONU estima mais de 670 mortos por deslizamento em Papua-Nova Guiné

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O deslizamento de terra que atingiu vilarejos ao norte de Papua-Nova Guiné, na Oceania, na última sexta-feira (24) pode ter deixado mais de 670 mortos, afirmou a OIM (Organização Internacional para as Migrações) das Nações Unidas neste domingo (26). A estimativa da agência da ONU (Organização das Nações Unidas) dobra

Hamas afirma ter realizado ataque com foguetes contra Israel

O braço armado do Hamas, as Brigadas al-Qassam, anunciaram, este domingo, o lançamento de uma "enorme onda de foguetes" contra Telaviv, em Israel, quando as forças armadas israelitas faziam soar as sirenes no centro da cidade, alertando para a possibilidade de lançamento de foguetes. As Brigadas al-Qassam, através de um comunicado publicado no seu canal

Brasileiro refém do Hamas é enterrado em Israel

Michel Nisembaum, brasileiro de 59 anos, foi enterrado em Ashkelon, Israel, após desaparecer durante ataque do Hamas. Seu corpo foi encontrado pelo Exército israelense na última sexta-feira (24), juntamente com os corpos de Orión Hernández Radoux e Hanan Yablonka. Segundo o jornal Times of Israel, durante a cerimônia, a filha do brasileiro, Chen, se pronunciou: