Explosão em hidrelétrica da Enel na Itália deixa 4 mortos e 5 desaparecidos

Publicado em

spot_img
Tempo estimado de leitura: < 1 minuto


000 34nz3lr

Uma explosão em uma hidrelétrica da Enel no norte da Itália nesta terça-feira (9) deixou ao menos quatro pessoas mortas e cinco desaparecidas, segundo o governo local. A explosão ocorreu em uma usina da distribuidora de energia elétrica na cidade de Bargi, no centro da Itália. O grupo italiano Enel Green Power, subsidiária especializada em energias renováveis da Enel, indicou em comunicado divulgado pela mídia local que “houve um incêndio que afetou um transformador da central hidrelétrica” e garantiu que “todas as medidas de segurança” foram tomadas rapidamente para permitir a “evacuação adequada do pessoal” no local.

cta_logo_jp

Um porta-voz da Enel, que tem a concessão para a distribuição na cidade de São Paulo, descartou que a barragem da central possa se romper, mas que a produção de energia foi interrompida, sem causar impacto no fornecimento de eletricidade. Segundo o chefe dos bombeiros de Bolonha, Calogero Turturici, entrevistado pela televisão local, não é possível determinar de imediato as causas do acidente. O local onde ocorreu a explosão está parcialmente inundado e cheio de fumaça, tornando-o inacessível no momento, acrescentou.

Que você achou desse assunto?

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

- Publicidade -

ASSUNTOS RELACIONADOS

Manifestantes tomam ruas de Paris para protestar contra os bombardeios de Israel em Rafah

Cerca de 10 mil pessoas protestaram em Paris, na França, nesta segunda-feira (27), para protestar contra os bombardeios israelenses em Rafah, no sul da Faixa de Gaza, que segundo as autoridades locais deixaram pelo menos 45 mortos. Uma multidão se reuniu perto da embaixada israelense na capital francesa e entoou frases como “somos todos filhos de

Ataque a campo de refugiados de Gaza foi ‘incidente trágico’, diz Netanyahu

SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) - O primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, afirmou que o ataque de Israel ao campo de refugiados de Rafah foi "incidente trágico". Ao menos 45 pessoas morreram. Premiê afirmou que ataque a Rafah será investigado. Ao Parlamento de Israel, Netanyahu afirmou que o país retirou "um milhão de moradores que não

Israel é criticado por comunidade internacional por ataque em Rafah, e EUA pedem precauções para proteger os civis

A Casa Branca disse estar impactada com o bombardeio israelense em Rafah, na Faixa de Gaza, que deixou ao menos 45 pessoas mortas, e pediu para que Israel tome precauções para proteger os civis. “Deixamos claro que Israel deve tomar todas as precauções possíveis para proteger os civis”, disse um porta-voz do Conselho de Segurança