Justiça nega acusação de importunação sexual contra MC Guimê e Cara de Sapato no BBB 23

Publicado em

spot_img
Tempo estimado de leitura: < 1 minuto

A Justiça do Rio de Janeiro rejeitou a denúncia feita pelo Ministério Público contra o cantor Guilherme Aparecido Dantas Pinho, o MC Guimê, e o lutador Antônio Carlos Coelho de Figueiredo Barbosa Júnior, o Cara de Sapato, pelo crime de importunação sexual contra a modelo mexicana Dania Mendez no BBB 23.

 

O artista e o atleta, que entraram na competição como integrantes do time Camarote, foram expulsos da atração após o episódio envolvendo Dania. De acordo com o juiz responsável pelo caso, Aylton Csrdoso Vasconcellos, da 2ª Vara Criminal de Jacarepaguá, a vítima não foi ouvida antes da apresentação da denúncia.

 

A investigação, que foi conduzida pela Delegacia de Atendimento à Mulher (Deam) de Jacarepaguá, resultou no indiciamento dos dois pelo suposto crime ocorrido durante o programa, e tinha sido enviada ao Ministério Público em abril de 2023.

 

Por meio de nota enviada à Quem, a equipe de Cara de Sapato celebrou o desfecho da história na Justiça. “O atleta Antônio ‘Cara de Sapato’ Jr, recebe a notícia do encerramento das investigações e rejeição da denúncia do MPRJ, com sentimento de gratidão a Deus e à justiça dos homens. Desde o fato ocorrido em demonstração de boa fé, o atleta sempre se colocou à disposição da justiça para esclarecer os fatos e colaborar no inquérito quando solicitado”.

 

O atleta, que retorna ao MMA nesta semana, com uma luta em Las Vegas, comemorou o resultado. 

 

“A notícia da rejeição da denúncia vir justamente essa semana, evidencia a presença de Deus na minha vida e também é um prenúncio de boas novas. Neste período em que estive fora das competições afastado por uma lesão no joelho direito, e também pelos acontecimentos após o BBB, tive a oportunidade de reconectar comigo mesmo e encontrar minha melhor versão.”

Que você achou desse assunto?

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

- Publicidade -

ASSUNTOS RELACIONADOS

Número de jovens que não estudam nem trabalham cresce para 5,4 milhões

Aumenta o número de jovens, entre 14 e 24 anos, que não trabalham, não estudam nem buscam trabalho. Se nos três primeiros meses do ano passado o contingente de jovens “nem-nem” somava 4 milhões de pessoas, no mesmo período deste ano alcançou 5,4 milhões. O levantamento foi feito pela Subsecretaria de Estatísticas e Estudos do Trabalho

Bahia e jogadores são punidos por confusão na final do Baianão 2024

A confusão após o apito final do Campeonato Baiano 2024, vencido pelo Vitória, na Casa de Apostas Arena Fonte Nova, rendeu punições ao Bahia. Em julgamento realizado nesta terça-feira (28) no Tribunal de Justiça Desportiva (TJD-BA), o goleiro Adriel e o atacante Biel foram punidos com duas e quatro partidas de suspensão, respectivamente.   Além do

Jogadores do Vitória são punidos por comemoração após título do Campeonato Baiano

Nesta terça-feira (28), o TJD-BA (Tribunal de Justiça Desportivo da Bahia) suspendeu seis jogadores do Vitória por comemorarem em frente à torcida do Bahia após vencerem a final do Campeonato Baiano deste ano, na Casa de Apostas Arena Fonte Nova, no último dia 7 de abril.   De acordo com a advogada Pâmella Saleão, que