“Muito sangue”: mulher diz ter sido dopada e estuprada por Carvalheira

Publicado em

spot_img
Tempo estimado de leitura: 3 minutos

O empresário pernambucano Rodrigo Carvalheira foi preso na manhã dessa quinta-feira (11/4), no Recife (PE), sob suspeita de agressão e estupro. Uma das mulheres que afirma ter sido vítima dele afirma que foi dopada e estuprada pelo empresário.

Segundo ela, o caso aconteceu em 2009, quando ela tinha 18 anos, mas foi denunciado à polícia no fim do ano passado.

“Acordei numa cama e tinha muito sangue. […] Quando eu fui tomar banho, foi quando eu vi o quanto eu estava machucada […] ainda estava com sangue, com muita dor”, disse a mulher, que preferiu não se identificar, em entrevista à TV Globo.

De acordo com a denunciante, ela estava em uma boate no Recife com os amigos quando foi abordada por Rodrigo, que perguntou se ela “queria ficar mais alegre para curtir a festa”.

“Ele me deu um comprimido, eu tomei. E aí continuou a festa e eu vi que eu estava ficando, tipo, muito louca, comecei a passar mal. […] Eu lembro que saí do banheiro e ele estava me esperando na porta […] Quando eu vi, ele ‘e aí, bateu?’, e eu: “Titela, eu estou passando meio mal, preciso ir para casa’, aí ele ‘não, fique tranquila, eu te levo’”, contou a mulher.

Poucas lembranças Segundo a mulher, ela tem poucas lembranças sobre a carona, mas que entendeu ter sido estuprada quando acordou.

“Fiquei muito mal, principalmente porque eu era virgem. Fui conversar com ele, fiz: ‘Titela, como tu fala isso para as pessoas, tipo, eu não lembro de nada, estava apagada’, aí ele disse que ‘sim, fiz e faria de novo’, falou, tipo, debochando”, declarou.

A mulher disse que, após o episódio, entrou num modo de “autodestruição” e começou a se cortar e a usar drogas. “Eu soube que ele tinha feito isso com outras meninas, outras mulheres, e uma das vítimas estava denunciando ele e eu tive força para denunciar também”, contou.

Ela declarou que, nessa época, falou pela primeira vez com a mãe sobre ter sido estuprada.

“Vou nem dizer [que foi como] um soco, foi muito mais do que isso. Isso foi nas minhas entranhas, foi na minha alma e a única coisa que consegui foi pegar minha filha no colo e acolher ela e lamentar esses anos todos que ela passou por isso sozinha”, disse a mãe.

Mais vítimas estupradas Além dela outras duas mulheres denunciaram o mesmo crime contra o empresário. Uma delas, que também era amiga de Rodrigo, procurou a polícia no ano passado para denunciar o abuso. De acordo com ela, o caso aconteceu no Carnaval de 2019, quando Rodrigo foi buscá-la em casa para uma festa. Na época, ela tinha 31 anos.

“Ele já estava com um copo de bebida na mão, enfiou um comprimido na minha boca, que eu não vi nem a cor nem nada. […] Eu já tinha bebido muito, estava muito vulnerável, sonolenta, enfim, e engoli o remédio. Na época, ele disse que era uma droga, disse que era um ecstasy. A partir daí, eu não tenho mais lembrança nenhuma, minha memória apagou completamente”, disse.

De acordo com o relato, no dia seguinte, ela acordou na cama do quarto com o empresário em cima dela e que, depois, encontrou várias manchas de sangue espalhadas pela casa. “A única reação que eu tive foi pegar um travesseiro, colocar na cara dele […] fechei o olho e só esperei, só rezei pra ele acabar e sair de cima de mim […]”, afirmou.

Ela também contou que, após o empresário espalhar a história pelos ciclos sociais que ambos frequentavam, outras mulheres a procuraram para denunciar que passaram pela mesma coisa, entre abusos, tentativas e estupros consumados. A maioria, segundo ela, acontecia do mesmo modo: ele dava uma droga em comprimido ou se aproveitava da pessoa embriagada.

“Foi muito difícil, muito sofrido, muita solidão, muito sofrimento, mas também foi uma época muito importante, de aprendizado, onde eu ganhei muita força para poder estar aqui hoje […] porque, quando a gente se cala, eles continuam”, afirmou.

Já o terceiro caso registrado aconteceu em 2011, quando a vítima tinha entre 16 e 17 anos. Em depoimento, ela disse que estava deixando uma festa no Recife quando o empresário ofereceu uma carona e ela aceitou pois “conhecia e confiava nele”. No entanto, ele desviou o caminho e a levou até um motel.

No boletim de ocorrência ao qual a TV Globo teve acesso, a vítima contou que Rodrigo insistiu para que ela entrasse e, dentro do quarto, a forçou a tirar a roupa e a transar com ele. Ela ainda relatou à polícia que o empresário tinha prazer nisso, em vê-la resistindo.

Inocência Além de negar as acusações, a advogada do empresário disse que foram “armação política”.

Em nota, a defesa do empresário disse que a prisão “causou espanto e estranheza para todos”. “Os fatos narrados são graves, porém baseados unicamente na opinião da autoridade policial e na coleta de depoimentos”, destaca comunicado.

A advogada Graciele Queiroz prometeu que “todos os fatos serão esclarecidos e a inocência de Rodrigo restará provada”.

Quem é Rodrigo Carvalheira Atualmente, Rodrigo trabalha como produtor de festas, mas também é responsável por uma gama de projetos e empreendimentos. O empresário é dono de imóveis pelo estado.

Ele também é ex-secretário de Turismo de São José da Coroa Grande, município no litoral pernambucano. Em junho de 2023, ele foi eleito presidente do PTB em Pernambuco.

Que você achou desse assunto?

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

- Publicidade -

ASSUNTOS RELACIONADOS

Sheila Mello volta a falar sobre rumores de affair com Denny: “Não tenho problema de falar que beijo”

A dançarina Sheila Mello voltou a se pronunciar sobre os rumores de envolvimento dela com o cantor Denny Denan, vocalista da Timbalada. A notícia, que ganhou as redes sociais no início da semana após uma publicação do jornalista Felipeh Campos, informava que a ex-É O Tchan teria iniciado o relacionamento com Denny em 2023.  

Leilane Neubarth volta à TV aberta após 15 anos e fará especial LGBTQIA+ na Globo

(FOLHAPRESS) - Após 15 anos afastada da TV aberta, a jornalista Leilane Neubarth volta a aparecer na Globo, desta vez em um projeto especial. A apresentadora do Conexão GloboNews será a apresentadora do Falas de Orgulho, dedicado ao público LBGTQIA+. O programa será exibido no dia 21 de junho, uma sexta-feira, logo após o Globo

Com shows e discursos, Marcha para Jesus reúne milhares de fiéis em SP

São Paulo — A 32ª edição da Marcha para Jesus reúne milhares de fiéis na Praça Heróis da Força Expedicionária Brasileira (FEB), em Santana, na zona norte de São Paulo, desde a manhã desta quinta-feira (30/5). A programação deste ano tem atrações como as cantoras Aline Barros e Sarah Beatriz, e o artista gospel e membro