Netanyahu convoca reunião de emergência do gabinete de guerra de Israel após ataque do Irã

Publicado em

spot_img
Tempo estimado de leitura: < 1 minuto


da881929ed2b062da1cba4cad0fb0ed8733c7967

O primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, convocou uma reunião de emergência do gabinete de guerra do país após um ataque com drones realizado pelo Irã. A ação foi anunciada neste sábado (13) e visa discutir medidas a serem tomadas em resposta à agressão. A tensão entre os dois países se intensificou após o o governo iraniano prometer retaliações pelo bombardeio contra seu consulado em Damasco, que resultou na morte de sete membros da Guarda Revolucionária, incluindo dois generais. A convocação do gabinete de guerra ocorre em meio a crescentes tensões entre Israel e o Irã. Mais cedo, Netanyahu afirmou que Israel estava preparado para enfrentar qualquer ataque direto do Irã. Ele enfatizou a prontidão do país para lidar com qualquer cenário, seja defensivo ou ofensivo, e destacou o apoio dos Estados Unidos e de outras nações aliadas.

*Com informações da AFP

Que você achou desse assunto?

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

- Publicidade -

ASSUNTOS RELACIONADOS

Morre o Presidente do Irã Ebrahim Raisi em tragédia de avião

Nesta segunda-feira (20), vários meios de comunicação estatais iranianos anunciaram a morte do Presidente Ebrahim Raisi e do ministro dos Negócios Estrangeiros, Hossein Amir-Abdollahian, em uma queda de helicóptero no noroeste do Irã. Ainformação foi divulgada pela agência de notícias Mehr e pelo jornal governamental Iran Daily, mas ainda não existe uma confirmação oficial por

Japão em alerta: homem morre em ataque de urso e policiais ficam feridos

Um homem foi encontrado morto e dois polícias ficaram gravemente feridos após um ataque de urso, numa província a nordeste do Japão. A população foi avisada para se manter em alerta. Segundo a Sky News, que cita meios de comunicação japoneses, os polícias foram atacados no sábado (18), na cidade de Kazuno, na província de

Lai Ching-te, novo presidente de Taiwan, toma posse com ilha dividida

PEQUIM, CHINA (FOLHAPRESS) - As cenas de pancadaria no Parlamento de Taiwan correram mundo afora e fizeram o presidente eleito, Lai Ching-te, adiantar-se ao seu aguardado discurso de posse desta segunda-feira (20), publicando em mídia social um apelo aos partidos do próprio governo e da oposição. "Partilho as preocupações de todos sobre o Yuan e