Pai de Ron Goldman reage à morte de O.J. Simpson e recorda o filho

Publicado em

spot_img
Tempo estimado de leitura: < 1 minuto

Fred Goldman, pai de Ron Goldman, um dos homens assassinados em 1994, se pronunciou sobre a morte de O.J. Simpson, ex-jogador de futebol americano e principal suspeito do crime. Simpson foi absolvido em um julgamento controverso, mas muitos ainda o consideram culpado.

Em entrevista à revista People, Goldman declarou: “Isso só nos lembra há quanto tempo Ron se foi, quanto tempo sentimos sua falta e nada mais.”

Para ele, a única coisa que importa hoje é a dor que a família sente desde a perda de Ron e Nicole Brown Simpson, ex-esposa de O.J. e também vítima do crime. “Nada é mais importante do que a perda do meu filho e da Nicole. Nada.”

Leia Também: O.J. Simpson: relembre julgamento polêmico que entrou para a história

O.J. Simpson faleceu na última quarta-feira (10/04) em decorrência de um câncer. A notícia foi divulgada por sua família através do Twitter.

Leia Também: Caitlyn Jenner fala sobre a morte de O.J. Simpson: “Boa viagem”

 

Que você achou desse assunto?

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

- Publicidade -

ASSUNTOS RELACIONADOS

Japão em alerta: homem morre em ataque de urso e policiais ficam feridos

Um homem foi encontrado morto e dois polícias ficaram gravemente feridos após um ataque de urso, numa província a nordeste do Japão. A população foi avisada para se manter em alerta. Segundo a Sky News, que cita meios de comunicação japoneses, os polícias foram atacados no sábado (18), na cidade de Kazuno, na província de

Lai Ching-te, novo presidente de Taiwan, toma posse com ilha dividida

PEQUIM, CHINA (FOLHAPRESS) - As cenas de pancadaria no Parlamento de Taiwan correram mundo afora e fizeram o presidente eleito, Lai Ching-te, adiantar-se ao seu aguardado discurso de posse desta segunda-feira (20), publicando em mídia social um apelo aos partidos do próprio governo e da oposição. "Partilho as preocupações de todos sobre o Yuan e

Navio que destruiu ponte nos EUA é rebocado para estaleiro após dois meses

O navio porta-contêineres que atingiu e derrubou a ponte de Baltimore, nos Estados Unidos, foi reflutuado e rebocado nesta segunda-feira (20) para um estaleiro vizinho ao porto após quase dois meses depois do acidente que causou a morte de seis operários que trabalhavam sobre a ponte. Para mover a embarcação aproveitou-se a maré alta. Transferir