Raio atinge campo de futebol no Japão e deixa 18 feridos

Publicado em

Tempo estimado de leitura: < 1 minuto

Um raio atingiu, esta quarta-feira (3), um campo de futebol na cidade de Miyazaki, no Japão, onde decorria um jogo amigável entre alunos de duas escolas. O incidente fez 18 feridos, dois dos quais ficaram em estado grave depois de sofrerem parada cardiorrespiratória.

“Por volta das 14h40, ouvi um barulho forte que parecia que algo estava explodindo”, contou à emissora NHK, que é citada pelo Extra, um funcionário da Universidade Miyazaki Sangyo-keiei.

A cidade estava, esta quarta-feira, sob alerta devido à possibilidade de ocorrência de trovoadas. A Agência Meteorológica do Japão referiu que as condições atmosféricas deverão permanecer instáveis até quinta-feira.

Vale salientar que o raio atingiu Miyazaki horas depois de um terramoto, de 7,4 na escala de Richter, que levou ao alerta de um tsunami em grande parte do país.

Leia Também: Imagens chocantes do terremoto de magnitude 7,5 em Taiwan

Leia Também: Terremoto em Taiwan faz 9 mortos e mais de 800 feridos, veja as imagens

Que você achou desse assunto?

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

- Publicidade -

ASSUNTOS RELACIONADOS

EUA: Idosa assalta banco e leva 500 dólares (após ser vítima de golpe)

Uma mulher, de 74 anos, foi presa depois de ter assaltado um banco em Hamilton, no estado norte-americano de Ohio. De acordo com a CBS News, tudo aconteceu no 19 de abril, quando a mulher, com uma máscara de proteção e roupas neutras entrou numa agência e "exigiu dinheiro enquanto mostrava uma arma". Horas depois

Dezenas de baleias encalham em massa na Austrália

Cerca de 160 baleias-piloto encalharam em uma praia perto da cidade de Dunsborough, no sudoeste do estado da Austrália, nesta quinta-feira (25). Pelo menos 26 delas, morreram. A área é uma região popular entre os turistas, e a cerca de 236 km ao sul da capital do estado, Perth. Os funcionários do Departamento de Biodiversidade

Gripe aviária: OMS quer rede mundial e alerta para “potencial epidêmico”

A Organização Mundial da Saúde (OMS) alertou, esta quarta-feira (25), para a importância de criar redes mundiais de detenção do vírus H5N1, que causa a gripe aviária, e que tem vindo criar alertas. Segundo a epidemiologista Maria Van Kerkhove, apesar de a rede de vigilância das aves já estar muito desenvolvida, "o que realmente precisamos