Trump enfrenta julgamento nesta segunda e ainda terá que provar boa fé em caso de fraude

Publicado em

spot_img
Tempo estimado de leitura: < 1 minuto


b1a15382b7ddeb0a6749d9862e2b5b670e31d3ee

Enquanto o ex-presidente Donald Trump se senta para o primeiro dia de seu julgamento por ocultação de dinheiro em Manhattan, ele ainda enfrenta uma incômoda dor de cabeça financeira no tribunal da mesma rua, por causa de uma sentença de fraude civil de US$ 454 milhões que lhe foi proferida. Trump tem até esta segunda-feira (15) para mostrar a boa fé financeira do título de US$ 175 milhões que obteve para cobrir a sentença enquanto fazia a apelação. O gabinete do procurador-geral de Nova York, que ganhou a sentença depois de o processar por um esquema de anos para inflacionar a sua riqueza para obter ganhos financeiros, questionou o título no início deste mês.

A Knight Specialty Insurance, seguradora pouco conhecida que emitiu o título para Trump, não está em uma lista de fianças aprovadas pelo governo federal. O gabinete do procurador-geral exigiu que os advogados de Trump ou a Knight comprovem as qualificações do fiador, incluindo detalhes sobre como ele é financeiramente solvente e especificando quais ativos de Trump estão respaldando o título. Se Trump não cumprir o prazo para fornecer informações detalhadas sobre o título, o procurador-geral poderá começar a executar a sentença de fraude.

*Com informações de Estadão Conteúdo

Que você achou desse assunto?

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

- Publicidade -

ASSUNTOS RELACIONADOS

Ataque a campo de refugiados de Gaza foi ‘incidente trágico’, diz Netanyahu

SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) - O primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, afirmou que o ataque de Israel ao campo de refugiados de Rafah foi "incidente trágico". Ao menos 45 pessoas morreram. Premiê afirmou que ataque a Rafah será investigado. Ao Parlamento de Israel, Netanyahu afirmou que o país retirou "um milhão de moradores que não

Israel é criticado por comunidade internacional por ataque em Rafah, e EUA pedem precauções para proteger os civis

A Casa Branca disse estar impactada com o bombardeio israelense em Rafah, na Faixa de Gaza, que deixou ao menos 45 pessoas mortas, e pediu para que Israel tome precauções para proteger os civis. “Deixamos claro que Israel deve tomar todas as precauções possíveis para proteger os civis”, disse um porta-voz do Conselho de Segurança

Macron apela por uma Europa forte e soberana, visando ‘defesa e segurança’ diante da ameaça russa

O presidente francês, Emmanuel Macron, fez um apelo na Alemanha, nesta segunda-feira (27), para que se tenha uma Europa mais forte e soberana como garantia da paz, prosperidade e democracia, em um momento que o velho continente atravessa “um momento sem precedentes na sua história” e, diante da ameaça russa, deve pensar na sua própria