Janja rebate Whindersson sobre publicação do resgate do cavalo Caramelo

Publicado em

spot_img
Tempo estimado de leitura: 1 minuto

A primeira-dama Rosângela Lula da Silva, a Janja, rebateu uma publicação feita pelo humorista e influenciador Whindersson Nunes nesta quinta-feira, 9. O comediante compartilhou um conteúdo feito por Janja em que ela aparece emocionada por anunciar que o cavalo Caramelo estava salvo no Rio Grande do Sul. A postagem da mulher do presidente Luiz Inácio Lula da Silva estava junto a uma imagem tida como meme na internet: o recorte de uma cena da novela Travessia em que a atriz Jade Picon lava roupa em um rio.

Na rede social X (antigo Twitter), Janja fala: “para quem anda divulgando fake news por aí, mais uma boa notícia! O cavalo Caramelo está salvo, graças a Deus, aos voluntários, né? Que a gente está desde manhã cedo, 6h da manhã, mobilizando todo mundo para retirar aquele cavalo de cima do telhado e a gente conseguiu salvar mais uma vida”.

O resgate trata-se de um caso que repercutiu nacionalmente, no qual um cavalo ficou ilhado em cima de um telhado por causa das enchentes que atingem o Rio Grande Sul.

O resgate mobilizou agentes do Exército, do Corpo de Bombeiros de São Paulo e veterinários. Com 350 quilos, o animal foi transportado de bote após ser sedado.

Um usuário do X compartilhou a postagem de Whindersson com a legenda “foi a Janja que conseguiu mobilizar o Exército pra resgatar a égua Caramelo. Ela que ficou em contato com os voluntários que conseguiram um haras pro cavalo. Essa atitude do Whindersson Nunes desmoraliza um trabalho importantíssimo que tá sendo feito”.

Foi então que a primeira dama respondeu: “ele não sabe q já inventaram maquina de lavar roupa faz tempo q libera o tempo das mulheres fazerem e estarem onde elas quiserem”.

O assunto repercutiu nas redes na tarde desta quinta. O humorista não se pronunciou ou respondeu sobre o ocorrido.

Que você achou desse assunto?

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

- Publicidade -

ASSUNTOS RELACIONADOS

Milton Leite teve ‘papel juridicamente relevante na execução dos crimes’ da Transwolff, diz Promotoria

ROGÉRIO PAGNANSÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Na investigação sobre a possível infiltração do PCC no transporte público da capital, promotores do Gaeco (grupo de combate ao crime organizado) afirmam que o presidente da Câmara de São Paulo, Milton Leite (União Brasil), teve "papel juridicamente relevante na execução dos crimes sob apuração" envolvendo a Transwolff. Os

Bolsonaro critica fala de Lula sobre ‘irresponsabilidade’ de Israel em Gaza

O ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) criticou o atual ocupante do cargo, Luiz Inácio Lula da Silva (PT), pela postura adotada diante do conflito entre Israel e o grupo terrorista Hamas. Durante evento em Guarulhos no sábado, 25, o petista pediu solidariedade às mulheres e crianças "que estão morrendo na Palestina por conta da irresponsabilidade do

Julgamento de Sérgio Moro: PT e PL não vão recorrer ao STF; entenda o motivo

Autores das ações que pediram a cassação do senador Sérgio Moro (União-PR), a Federação Brasil da Esperança, que inclui o PT, do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, e o PL, do ex-presidente Jair Bolsonaro, não vão apresentar recursos ao Supremo Tribunal Federal (STF). Nesta terça-feira, 21, o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) decidiu, por unanimidade