Mulher “descansa” em compartimento de bagagem de voo: imagem viraliza

Publicado em

spot_img
Tempo estimado de leitura: < 1 minuto

Uma mulher que seguia num voo da companhia aérea norte-americana Southwest Airlines foi apanhada tirando um cochilo no interior de um compartimento de bagagem da aeronave.

O momento foi eternizado em vídeo e compartilhado na rede social TikTok, tendo acumulado 5,1 milhões de visualizações, segundo o The New York Post.

Entretanto, as imagens, às quais poderá ver na galeria acima, já não estão disponíveis.

No vídeo, é possível ver uma mulher deitada no compartimento superior da aeronave, enquanto os passageiros riem.

Também os internautas ficaram incrédulos com a proeza, tendo questionado como é que a mulher subiu até ali.

“Quando alguém está no meu lugar, mas não quero incomodar”, brincou um utilizador.

Veja as imagens.

Leia Também: Forte tempestade geomagnética pode atingir Terra este fim de semana

Que você achou desse assunto?

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

- Publicidade -

ASSUNTOS RELACIONADOS

Chefe de gabinete de Javier Milei renuncia na Argentina após dias de especulação

BUENOS AIRES ARGENTINA (FOLHAPRESS) - Após dias de especulação sobre conflitos internos, o chefe de gabinete do governo de Javier Milei na Argentina, Nicolás Posse, renunciou ao cargo na noite desta segunda-feira (27). Sua principal função era coordenar os trabalhos em conjunto dos ministérios. Em comunicado, a Casa Rosada disse brevemente que a saída de

‘Dia triste para os EUA’, diz Trump antes das alegações finais em seu julgamento

Donald Trump, ex-presidente dos Estados Unidos declarou nesta terça-feira (28) que o processo penal no qual é réu “nunca deveria ter ocorrido” e descreveu esta terça-feira, o dia de alegações finais, como um “dia obscuro para os Estados Unidos”. “Hoje é um dia obscuro para os Estados Unidos. Este caso nunca deveria ter ocorrido”, afirmou

Bilionário dos EUA planeja viagem de submersível aos destroços do Titanic

SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) - O investidor imobiliário e bilionário Larry Connor, dos Estados Unidos, disse que planeja ir ao local onde estão os destroços do Titanic para provar que a viagem é segura, mesmo após a implosão "catastrófica" do submersível Titan, da OceanGate, há quase um ano. Na ocasião, todos os cinco ocupantes morreram.